Cicloativistas comemoram Dia do Ciclista com café e reivindicações

O ato, que aconteceu na Ciclovia Graça Araújo, foi organizado pela Ação Metropolitana de Ciclistas (Ameciclo) e pela Pernambuco Bike Anjo

Ciclovia Graça AraújoCiclovia Graça Araújo - Foto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

Um dia depois da inauguração oficial da Ciclovia Graça Araújo, localizada na Avenida Mário Melo e na Rua dos Palmares, região central do Recife, um grupo de cicloativistas celebrou o Dia Nacional do Ciclista com um café da manhã e um tour pelas vias recém inauguradas. O ato foi organizado pela Associação Metropolitana de Ciclistas (Ameciclo) e pela Pernambuco Bike Anjo e contou com a participação de ciclistas que passavam pela via.

Além das comemorações, os ciclistas fizeram uma vistoria na nova ciclovia a fim de identificar eventuais problemas. De acordo com Bárbara Barbosa, da Pernambuco Bike Anjo, a ideia é conferir se a estrutura foi construída de forma adequada. “A gente identificou alguns problemas como o estreitamento das vias e a existência de poucos acessos. A estrutura cicloviária deve ser feita principalmente para as pessoas que querem começar o processo de ir e vir de bicicleta pra gente ter uma proteção maior”, disse Bárbara. Depois da vistoria, será elaborado um documento que deve relatar possíveis problemas à prefeitura.

Ubiratan Nascimento, 53, já havia sofrido um acidente na Av. Mário Melo enquanto ia para o trabalho de bicicleta. “O carro virou em um sentido proibido e me acertou em cheio. Agora que tem a ciclovia melhorou bastante, me sinto mais protegido”, disse o flanelinha, que também exigiu a ampliação da malha cicloviária.

Leia também:
Inauguração de ciclovia e eventos mudam trânsito do Recife neste fim de semana
Recife amplia sua malha cicloviária com estrutura na avenida Mário Melo
No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta

A ação também foi marcada por uma série de reivindicações. Entre elas, as organizações fizeram um apelo ao poder público para que seja feita uma aproximação com os ativistas. “Temos membros que têm um grau de conhecimento técnico muito amplo. Estamos sempre estudando o assunto, então é ideal que seja estabelecido esse diálogo para que, dessa forma, eles possam saber nossas necessidades.”, afirmou Rogério Alves, da Ameciclo.

Entre as ações organizadas pela Ameciclo está a contagem de ciclistas, na qual os ativistas contam quantos ciclistas passam nas principais vias da cidade em um dia. Segundo a Ameciclo, cerca de 2000 ciclistas transitam pela área contemplada com a Ciclovia Graça Araújo. “A contagem nos permite ver a necessidade da pessoa que trafega de bicicleta. Na Av. João de Barros, por exemplo, há uma carência muito grande nesse sentido; assim como na Av. Conde da Boa Vista, que está sendo reformada mas com um projeto que não ajuda a gente”, disse Rogério.

Segundo informações divulgadas pela Prefeitura do Recife, a capital passou a ter 84,5 km de malha cicloviária. Entretanto, os números são questionados pelos ativistas: “Existem placas que dizem que são 84 km de ciclovias, mas não temos isso tudo, estamos chegando a pouco mais de 50 km”, disse a Bárbara, que explicou que a contagem da prefeitura leva em consideração os dois sentidos da via (ida e volta).

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco

Praia de Boa Viagem com poucos banhistas neste domingo de segundo turno
Recife

Praia de Boa Viagem com poucos banhistas neste domingo (29)