RECIFE

Operação resgata 39 aves silvestres e autua cinco comerciantes no Recife

A prática incentiva o tráfico desses animais e é uma ameaça à fauna brasileira e mundial

Aves apreendidas serão encaminhadas para reinserção na naturezaAves apreendidas serão encaminhadas para reinserção na natureza - Foto: Divulgação/PCPE

A Polícia Civil de Pernambuco, através da "Operação Sabiá”, desencadeada nessa quinta-feira (19), fez o resgate de 39 aves silvestres - duas delas de espécies ameaçadas de extinção - que estavam sendo comercializadas em uma feira no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife.

Cinco comerciantes foram autuados pela prática do crime tipificado no art. 29 da 9.605/98 - Lei de Crimes Ambientais. 
 

A operação, vinculada à Diretoria Integrada Especializada da Polícia Civil (Diresp), foi realizada pela Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma). 

As aves foram encaminhadas ao órgão ambiental para os devidos cuidados e reinserção ao habitat natural.

A Assessoria de comunicação da Polícia Civil de Pernambuco disse que, em breve, fornecerá mais informações sobre o caso. 

Números
Em 2019, a organização Proteção Animal Mundial divulgou, em relatório, que quase 40 milhões de aves são criadas em domicílios brasileiros e que cerca de três milhões de pássaros vivem em gaiolas.

O documento faz parte da campanha “Animal silvestre não é pet”, lançada para reforçar a importância de essas espécies viverem em seu habitat natural. 

A organização frisa que comércio de animais silvestres, legal ou ilegal, é uma prática que acaba por gerar sofrimento às espécies, além de ser um incentivo ao tráfico de animais, ameaça constante à fauna brasileira e mundial. 

Veja também

Suprema Corte barra restrições contra Covid-19 em eventos religiosos de Nova York
EUA

Suprema Corte barra restrições contra Covid-19 em eventos religiosos de Nova York

Professores da rede estadual paralisam atividades em Pernambuco em protesto por piso salarial
PERNAMBUCO

Professores da rede estadual param atividades, hoje, em protesto por piso salarial