Invasão russa

Cinco milhões de pessoas fugiram da Ucrânia desde o início da invasão russa, segundo a ONU

Dados foram divulgados pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

Foto: Genya Savilov/AFP

Mais de cinco milhões de pessoas fugiram da Ucrânia desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (15) pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

No total, a agência contabilizou 4.796.245 ucranianos que deixaram o país. A eles se juntam 215.000 pessoas não ucranianas que fugiram da Ucrânia, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

É o maior êxodo de civis desde a Segunda Guerra Mundial. 

Além disso, a guerra causou mais de 7 milhões de deslocados internos no país, segundo a OIM. 

Do total de pessoas que fugiram da Ucrânia, 2,7 milhões se refugiaram na Polônia e 725.000 na Romênia. Dos refugiados, 90% são mulheres e crianças, já que homens entre 18 e 60 anos não podem sair do país porque poderiam ser chamados para lutar contra os russos. 

No total, dois terços das crianças ucranianas foram forçadas a deixar suas casas, seja para fugir para o exterior ou para se estabelecer em outras partes do país. A Ucrânia tinha, antes da guerra, uma população de 37 milhões de pessoas.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid