Cinco suspeitos de estupro coletivo de meninas de 4 e 8 anos são presos em Sertânia

Entre os detidos estão a mãe e o padrasto das crianças. Segundo a polícia, a genitora também praticava a violência sexual e segurava as meninas para que o marido as estuprasse

Mãe e padrasto das meninas foram presos por participação nos estuprosMãe e padrasto das meninas foram presos por participação nos estupros - Foto: Cortesia

Cinco pessoas envolvidas no estupro coletivo de duas meninas de 4 e 8 anos foram presas no município de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, a mais de 300 quilômetros do Recife. O crime foi confirmado em exame sexológico realizado no Instituto de Medicina Legal (IML). Entre os suspeitos presos estão a mãe e o padrasto das crianças, além de dois irmãos dele e um sobrinho. De acordo com a polícia, os crimes "vinham sendo praticados de forma habitual". Segundo a polícia, a genitora também praticava a violência sexual e segurava as meninas para o marido.

Leia também:
Adolescente de 17 anos é vítima de estupro coletivo no Casem de Caruaru
Suspeito de coordenar e filmar estupro coletivo de criança de 11 anos é preso
Polícia identifica cinco envolvidos em estupro coletivo de adolescente no Rio


A polícia estava investigando informes sobre os possíveis estupros desde a última semana, quando foram presos os dois primeiros suspeitos. A mãe, o padrasto e o tio foram detidos nesta quinta-feira (14), em cumprimento a mandados de prisão. As primeiras denuncias sobre os crimes chegaram a delegacia da cidade depois que parentes perceberam um comportamento estranho das meninas. O Ministério Público representou pela guarda das vitimas, que já estão abrigadas.

O delegado de Sertânia, Ubiratan Rocha Fernandes, contou que ainda está se certificando do período em que começaram as violências sexuais.“Ainda não sabemos o tempo, mas certamente isso está acontecendo há mais de três meses”, disse.

De acordo com o investigador, todos os estupros aconteciam com o apoio da mãe, que também molestava as filhas. “Normalmente, o padrasto praticava o ato sexual na presença da mulher e o sexo era coletivo dele com a mãe e as crianças. Os outros suspeitos praticavam individualmente”, disse. Após a realização dos procedimentos legais, a mãe das meninas foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina de Buíque e os homens à cadeia pública de Sertânia.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira com arma carregada
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira com arma carregada

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu
Enem 2021

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu