Cipoma apreende mais de 200 aves silvestres em feira livre de Carpina

Na operação, quatro homens foram detidos e encaminhados à Delegacia de Nazaré da Mata, na Zona da Mata

Entre as espécies apreendidas, há aves ameaçadas de extinçãoEntre as espécies apreendidas, há aves ameaçadas de extinção - Foto: Divulgação

Policiais militares da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) apreenderam 211 aves silvestres que estavam sendo comercializadas ilegalmente na feira livre de Carpina, na Zona da Mata pernambucana. Corda negra, galo de campina, canário, sanhaçú, cravina, mané mago, papa capim, azulão, sebito e papa arroz estão entre as espécies de aves, sendo algumas delas ameaçadas de extinção.

Os pássaros serão encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), situado no bairro da Guabiraba, Zona Norte, e administrado pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

Leia também:
Homem é preso com pássaros e espingardas em Escada, na Mata Sul
Polícia resgata 70 aves silvestres em operação no Cordeiro  


Os quatro homens responsáveis pelo crime ambiental foram detidos e encaminhados à Delegacia de Nazaré da Mata, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por comércio ilegal de animais silvestres e foram liberados em seguida. São eles Luiz Vinícius da Santana Freitas, 21 anos; Pedro Laurentino da Silva Filho, 51; Jonas João da Silva, 23; e Severino Pereira da Silva, 56.

Veja também

Alemanha fecha restaurantes, setor cultural e de lazer a partir segunda-feira
Coronavírus

Alemanha fecha restaurantes, setor cultural e de lazer a partir segunda-feira

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita
Novo estudo

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita