Colômbia estende quarentena até 31 de maio

Governo decidiu continuar com o isolamento por mais uma semana, embora, em teoria, a doença tenha progredido de forma controlada

Fronteira da Colômbia com a Venezuela protegida por guardasFronteira da Colômbia com a Venezuela protegida por guardas - Foto: Schneyder MENDOZA / AFP

A Colômbia estenderá as medidas de isolamento obrigatório contra a pandemia até 31 de maio e depois iniciará um processo gradual de reativação econômica, anunciou nesta terça-feira (19) o presidente Iván Duque, em pronunciamento na televisão. A data inicial para o fim da quarentena era 25 de maio.

O governo decidiu continuar com o isolamento por mais uma semana, embora, em teoria, a doença tenha progredido de forma controlada desde que o primeiro contágio foi detectado, em 6 de março.

Leia também:
Colômbia abordará com o Brasil crise no Amazonas pela pandemia
Colômbia aumenta presença militar na fronteira com Brasil e Peru devido à pandemia


Setores como varejo e atendimentos médicos não relacionados ao coronavírus podem começar a normalizar quando as restrições terminarem.

Os vôos domésticos e internacionais ainda não serão retomados, assim como as viagens intermunicipais. Escolas e universidades permanecerão fechadas até julho, e pessoas com 70 anos ou mais devem ficar em casa até junho, acrescentou o presidente.

Apesar da abertura gradual, o país continuará em estado de emergência de saúde até 31 de agosto. Até o momento, há 17 mil casos confirmados e 613 mortes registrados no país, segundo estatísticas oficiais.

Veja também

Por margem apertada, Senado dos EUA mantém processo de impeachment de Trump
EUA

Por margem apertada, Senado dos EUA mantém processo de impeachment de Trump

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta
Tragédia

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta