Com aulões, passeios e palestras, começa a Semana do Bebê no Recife

Primeira infância é pauta principal em programa organizado pela gestão municipal do Recife desde 2015

Abertura da 5ª Semana do Bebê, no Teatro Santa Isabel. Abertura da 5ª Semana do Bebê, no Teatro Santa Isabel.  - Foto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

A partir desta segunda-feira (20), a Prefeitura do Recife dá início à 5ª Semana do Bebê, uma mobilização conjunta com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com o objetivo de destacar a importância dos cuidados iniciais na infância, através de ações no âmbito da saúde, educação e desenvolvimento. A abertura do programa aconteceu no Teatro Santa Isabel, no Bairro de Santo Amaro, oferecendo apresentações musicais e de humor, além de palestras informativas sobre o assunto. 

A pauta principal da Semana do Bebê, que acontece anualmente desde 2015, é alertar para a importância dos diretos básicos da criança desde o início de sua vida, como educação, boa alimentação e uma base familiar sólida. O evento chama atenção para um período específico da vida da criança, denominada primeira infância, que vai de zero até os seis anos. O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, classifca o tema como “uma pauta que globalmente tem sido muito priorizada”.

Neste ano, a temática é “Alimentar o presente é cuidar do futuro” - alimentar não só de alimento, mas também de educação, conhecimento, carinho e cuidados. A 5ª Semana do Bebê aborda a importância do aleitamento materno e também o fortalecimento de laços familiares, temas coadjuvantes para um bom desenvolvimento inicial da criança e do bebê.

Leia também:
Atendimento até as 22h deve chegar a mil postos de saúde até fim do ano
Bebês amamentados têm menos risco de serem obesos, diz OMS


Em comparação com o evento organizado em 2018, esta edição conta com 50% mais atividades, que acontecem até o domingo (26) em diversos pontos do Recife, desde escolas e creches até academias e shoppings. As atividades são variadas, como apresentações musicais, espetáculos de circo, contação de histórias, passeios turísticos para mães e filhos, oficinas e palestras em instituições públicas e privadas. 

Entre as atividades, estão os aulões especiais que acontecerão nas Academias do Recife esta semana, das 6h30 às 7h30 e das 18h30 às 19h30. A população pode usufruir da programação nas unidades de Santo Amaro, Engenho do Meio, Hipódromo, Lagoa do Araça, Água Fria, Várzea, Guarabira, Boa Viagem, Macaxeira, Barro, Casa Amarela, Coque, Parque Santana, Ibura, Jaqueira, Torre, Ipsep e Mustardinha. No próximo fim de semana (25 e 26), parques da cidade contam com programação diferenciada. Os parques Santos Dumont, Santana e Macaxeira oferecem oficinas, recreação, brincadeiras populares e rodas de conversa. 

Confira programação completa.

De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, tratar da primeira infância é importante na medida em que “as evidências científicas mostram cada vez mais que investir na primeira infância, na idade que vai de zero até os seis anos, é o melhor investimento que uma sociedade como um todo pode fazer”. Uma vez que as crianças sejam adequadamente alimentadas, cuidadas e estimuladas, o secretário afirma que “os resultados aparecem no futuro, tanto na escolaridade como na questão da diminuição dos índices de violência”.

Quanto à forma de provocar o estímulo na criança, Ana Rita Suassuna, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, informa ser bastante simples e não querer tantas tecnologias, como muitos pensam. “O importante é interagir, seja contando histórias ou com joguinhos - não precisa ser jogo comprado, podem ser sucatas, que a criança adora”.

Veja também

EUA superam as 400.000 mortes pela Covid-19
Pandemia

EUA superam as 400.000 mortes pela Covid-19

Com avanço de casos de Covid-19, oxigênio falta em cinco cidades do interior do Amazonas
Pandemia

Com avanço de casos de Covid-19, oxigênio falta em cinco cidades do interior do Amazonas