Com aumento de 150%, tarifa do Metrô subirá para R$ 4 até março de 2020

Primeiro dos cinco reajustes escalonados aumentará a passagem dos atuais R$ 1,60 para R$ 2,10 no próximo dia 5 de maio

Metrô do Recife Metrô do Recife  - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

A tarifa do Metrô do Recife passará a custar R$ 4 em 7 de março de 2020. O aumento de 150% será repassado aos passageiros de forma escalonada, segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). O primeiro dos cinco reajustes seguidos aumentará a passagem dos atuais R$ 1,60 para R$ 2,10 no próximo dia 5 de maio.

O aumento de 150% supera os 87,5% autorizados pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, de Brasília/DF, na última segunda-feira (22), pois, segundo a companhia, os anos de congelamento dos preços "acarretaram em avançada defasagem ante aos custos operacionais" da rede. A tarifa do metrô da capital pernambucana não é reajustada desde 2012, quando o valor aumentou de R$ 1,50 para R$ 1,60.

Leia também:
Justiça autoriza reajuste de 87,5% na tarifa do Metrô do Recife
Adiado novamente o início da integração temporal no TI Recife


Segundo a CBTU, a tarifa custará R$ 2,60 entre 7 de julho e 7 de setembro. Em seguida, subirá para R$ 3 entre 8 de setembro e 2 de novembro. O quarto reajuste elevará a passagem para R$ 3,40 de 3 de novembro a 4 de janeiro de 2020. Já entre 5 de janeiro e 6 de março do próximo ano, o custo do embarque no metrô será de R$ 3,70. Por fim, em 7 de março entrará em vigor a tarifa de R$ 4.

Ente os passageiros, muitas reclamações sobre a qualidade do transporte. Para o usuário Rogério Costa da Silva, em entrevista à Rádio Folha 96,7 FM, o aumento não deve melhorar o serviço oferecido. "Tem metrô quebrado, tem metrô sem ar-condicionado, muita lotação. Saindo do trabalho é ainda pior e eles só querem cobrar e não investem em nada. Já aumentaram outras vezes e nada mudou. O trabalhador fica à mercê disso aí, só aumento e recurso nenhum investido no metrô", criticou.

Já para a passageira Milene Batista, os reajustes são absurdos. "Deveria melhorar a qualidade. A expectativa é que o aumento reflita em melhorias no transporte", disse. O passageiro Bruno Dias acredita que o serviço não deve melhorar com a nova tarifa. "Somos assalariados e temos transporte precário. Não temos segurança no metrô, é a maior bagunça e essa passagem é um absurdo", afirmou.

Veja também

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
Saúde

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos