Com fim da greve, hemocentro pede doação de sangue em Pernambuco

Paralisação dos servidores, realizada na semana passada, e feriados nos meses de abril e maio afetaram estoque da fundação

Bolsa de sangueBolsa de sangue - Foto: Arquivo/FolhaPE

Com o fim da greve determinada pela Justiça, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) lança um apelo para recuperar o número de doações de sangue. A paralisação foi decretada na última quarta-feira (3) e a decisão judicial foi emitida na sexta (5). Neste intervalo, apesar de a fundação manter 30% das atividades e do atendimento, o estoque de sangue ficou comprometido.

Além da greve, os últimos meses foram marcados por eventos eventos que contribuíram para o não comparecimento dos doadores, como os feriados da Semana Santa, Tiradentes e 1° de maio, vacinação da gripe, chuvas na primeira quinzena de abril e os dias de greve dos servidores. Tudo isso culminou com redução da coleta no hemocentro e suspensão das coletas externas. Normalmente, o Hemope recebe cerca de 280 a 300 doações por dia.

O Hemope Recife fica na Rua Joaquim Nabuco, 171, Graças, Zona Norte do Recife. O atendimento é feito de segunda a sábado, das 7h15 às 18h30, incluindo feriados.

Veja também

Nova Zelândia registra 1º caso de Covid-19 em mais de dois meses
Pandemia

Nova Zelândia registra 1º caso de Covid-19 em mais de dois meses

Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses
Economia

Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses