Com investimentos de R$ 81 mi, Recife inicia Operação Inverno

Quadra chuvosa na capital começa em abril e segue até julho

Prefeito Geraldo Júlio faz vistoria nas obras da Operação Inverno no Alto do Eucalipto.Prefeito Geraldo Júlio faz vistoria nas obras da Operação Inverno no Alto do Eucalipto. - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O período chuvoso começa no próximo mês, mas a Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) iniciou, nesta terça-feira (20), a Operação Inverno 2018. A ação previne os danos das chuvas, e tem um investimento de R$ 81 milhões, envolvendo dez secretarias e órgãos municipais e atende a áreas de risco, preparando-as pra desastres, problemas de saúde e de trânsito. Para marcar o início da ação, o prefeito Geraldo Júlio foi juntamente com a Defesa Civil ao Córrego do Caróa, no Alto do Eucalipto, no Vasco da Gama, na Zona Norte do Recife.

O prefeito falou sobre os trabalhos da operação. "É importante a gente começar a trabalhar cedo para prevenir os prejuízos que o inverno traz à nossa cidade. Aqui estamos fazendo já o trabalho com a Defesa Civil nos morros, com a proteção de encostas". O socialista destacou a prevenção visando à estação chuvosa. "Vamos fazer 350 obras em parceria também nas áreas baixas da cidade, como a limpeza dos canais e galeria e todo o trabalho de prevenção. Tudo isso para diminuir os transtornos das grandes chuvas que acontecem na nossa cidade no inverno".

Leia também:
Feriado com chuva e pontos de alagamento no Recife e Região Metropolitana
Operação Inverno 2017, de R$ 59 milhões, prevê mais de 600 intervenções no Recife


Geraldo vistoriou as obras na comunidade na Zona Norte. "A gente acabou de visitar uma muito importante, que protegeu as vidas das pessoas que moram em quatro casas, e agora vão ter tranquilidade. Uma das senhoras que moram lá, enfrentou 23 invernos de muita apreensão, muita preocupação e agora ela vai ter um inverno de muita tranquilidade, de obras feitas em conjunto com comunidade”.

“Na verdade existem muitos morros na nossa cidade, na Zona Sul e na Zona Norte. São milhares de pessoas que moram nessas áreas de morro, e vivem nessa situação. Por isso, são mais de seis mil pessoas envolvidas fazendo mais de 40 mil visitas de vistoria e colocando mais de três milhões de metros quadrados de lona, para fazer a proteção", completou Geraldo.

O secretário municipal da Defesa Civil, Cassio Cinomar, explicou a importância das ações. "No porta a porta vamos direto a casa do cidadão que está em área de risco para dar as informações sobre práticas seguras do que fazer no momento da chuva. A população consegue ter práticas de segurança através dessa ação". O período de chuvas, alerta o secretário, começa em abril. "A quadra chuvosa inclui os meses de abril, maio, junho e julho. A Defesa Civil disponibiliza o 0800 081 3400 para emergências".

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG