IPOJUCA

Com mandado de prisão em aberto até 2036, suspeito de estupros de menores é preso em Ipojuca

De acordo com a PF, ao saber do mandado, ele fugiu de São Paulo para Pernambuco e passou a residir em Ipojuca, onde terminou preso

Polícia Federal periciou aparelhos do presoPolícia Federal periciou aparelhos do preso - Foto: Divulgação/Polícia Federal

Um homem de 31 anos foragido da Justiça e suspeito de praticar uma série de estupros de vulnerável e de produzir material de pornografia infantil foi preso pela Polícia Federal (PF), nessa quarta-feira (27), na cidade de Ipojuca, Litoral Sul de Pernambuco. 

Contra o homem, que não teve a identidade divulgada, havia um mandado de prisão em aberto desde 2020 e com validade até 16 de dezembro de 2036.

De acordo com a PF, a ordem judicial, expedida pela Vara Criminal de São José dos Campos (SP), é por uma ação penal em razão do estupro de vulnerável de dois irmãos menores de idade.

Natural de Jaboatão dos Guararapes, o homem, que é técnico de informática, mas estava desempregado, cometeu esses crimes quando morava no interior paulista.

De acordo com a PF, ao saber do mandado, ele fugiu de São Paulo para Pernambuco e passou a residir em Ipojuca, onde terminou preso.

No ato da prisão, o homem teve apreendido um celular. O aparelho, segundo a PF, irá passar por perícia técnica para identificar possíveis arquivos de pornografia infantil.

De acordo com a PF, o homem ainda é suspeito de armazenar imagens contendo abuso sexual infantil. Os crimes imputados a ele estão tipifcados nos artigos 240 e 241-B Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e artigos 217-A e 218-A do Código Penal, cujas penas somadas ultrapassam os 30 anos de reclusão. 

"Ele ficou ciente do mandado de prisão em aberto e fugiu [para Pernambuco]", disse o chefe de comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro, que ainda explicou o prazo de validade do mandado: "Depende muito da pena do crime. Como ultrapassa os 30 anos, tem esse prazo", completou.

Outros dois aparelhos do suspeito foram analisados e os policiais identificaram a produção de arquivos de pornografia infantil nos anos de 2017 e 2020, o que demonstra, segundo a PF, os anos em que o investigando praticava os crimes.

Encaminhado para o Cotel
O homem passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva confirmada. Ele ainda fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

De acordo com a PF, no Cotel, o homem permanece à disposição da Justiça Federal.

Veja também

Secretaria da Mulher lança projeto Jornada dos Núcleos de Estudos de Gênero em escolas do Estado
Educação

Secretaria da Mulher lança projeto Jornada dos Núcleos de Estudos de Gênero em escolas do Estado

Pernambuco registra, nesta sexta (1ª), três mortes e 2.961 novos casos de Covid-19
coronavírus

Pernambuco registra, nesta sexta (1ª), três mortes e 2.961 novos casos de Covid-19