Com novo padrão do Mercosul, custo das placas deve cair em cerca de 50%

De acordo com resolução divulgada na última sexta-feira (11), no DOU a venda das placas do Mercosul deverá ser feita de forma direta das empresas credenciadas aos proprietários de veículos. A definição dos preços também será feita pelos fabricantes. Segun

Produção das placas de veículos obedecerá ao padrão dos países do MercosulProdução das placas de veículos obedecerá ao padrão dos países do Mercosul - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

 

O novo modelo de identificação dos veículos brasileiros no padrão dos países do Mercosul passa a valer a partir de 1º de dezembro deste ano - quando estas placas deverão ser instaladas em modelos zero quilômetro, veículos que passarem por processo de transferência de município ou propriedade, ou quando houver a necessidade de substituição das placas.

De acordo com resolução divulgada na última sexta-feira (11), a venda das placas deverá ser feita de forma direta das empresas credenciadas aos proprietários de veículos. A definição dos preços também será feita pelos fabricantes. Segundo o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito no Estado, Charles Ribeiro, atualmente, o par de placas, atualmente, custa em média 140 reais. “Com a troca do modelo, o custo desta placa é reduzido em cerca 50%, mas o valor final pode variar”, finaliza. A resolução traz regras e requisitos de credenciamento das empresas responsáveis pela produção, estampa e o acabamento final das placas veiculares.

Entretanto, mesmo com esta data de 1º dezembro, ainda não há uma previsão para que as empresas comecem a fabricar as placas - em nenhum estado brasileiro, porque para isso, elas precisam se credenciar ao Denatran ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).“Esperamos que os fabricantes entrem em contato com o Denatran logo para começarem a fabricar e nós podermos começar, de fato, a emplacar esses carros. Com esse novo sistema, vamos poder controlar a fabricação de placas no Brasil e impedir as fraudes”, explica João Eduardo Moraes de Melo, coordenador geral de informatização e estatística do Denatran.

De acordo com ele, a mudança das placas deve ocorrer em todo o Brasil mas ainda não há uma data limite para isto. “É um processo com etapas. Pernambuco está com o sistema pronto, só precisamos que os fabricantes se cadastrem para começarmos” continua o representante do Denatran. Ainda segundo ele, o novo modelo foi instituído em 2014, e adotado inicialmente pela Argentina e Uruguai. Brasil e Paraguai são os próximos. “Isso
As novas placas são revestidas com película retrorrefletiva e têm fundo branco com margem superior azul, a logotipo do Mercosul, as bandeiras do Brasil e do Estado, assim como o brasão e o nome do município onde foi realizado o emplacamento. Elas continuam tendo os atuais sete caracteres alfanuméricos, mas sempre numa ordem de 3 letras, 1 número, 1 letra e 2 números e apresenta ainda QRCode e número de ID único para coibir fraudes. Para veículos já emplacados, a antecipação da troca será opcional por prazo indeterminado, mas o novo modelo se aplica a todos os tipos de veículo.
“Se uma placa é feita por um fabricante A, estampada pela empresa X e colocada no carro pelo funcionário D do Detran, nós controlamos todo o sistema. O fabricante tem que informar quando uma placa é feita extraviada, roubada e até cancelada, em caso de defeito - ou aquele dado fica em aberto e ele não pode mais fazer. É tudo pela segurança” - completa João Eduardo Moraes de Melo.
Para complementar, Charles Ribeiro ainda reiterou que as trocas das placas serão feitas durantes procedimentos como compra de carros novos, troca de titularidade, vistorias ou alteração de características do veículo. “O condutor que quiser trocar a placa e até escolher os caracteres, também pode, mas aí ele deverá pagar um pouco a mais por isso”, afirma.

 

Veja também

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em junho
Auxílio Emergencial

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em junho

Bombeiros apagam incêndio e salvam morador no bairro dos Aflitos, neste domingo (18)
Resgate

Bombeiros apagam incêndio e salvam morador nos Aflitos