Com reservas, Colômbia vence e deixa Paraguai em situação difícil

O técnico da Colômbia, Carlos Queiroz, só manteve um titular, o ponta Cuadrado

Volante do Flamengo, Gustavo Cuellar marcou o único gol da vitória colombianaVolante do Flamengo, Gustavo Cuellar marcou o único gol da vitória colombiana - Foto: Juan MABROMATA / AFP

Superior em campo durante toda a a partida, a equipe reserva da Colômbia venceu o Paraguai por 1 a 0 na tarde deste domingo (23) na Fonte Nova, em Salvador.

O resultado fez com que os colombianos chegassem a 100% de aproveitamento na fase de grupos da Copa América e deixou o Paraguai em situação delicada -o time terá que torcer por um empate entre Japão e Equador para ir à segunda fase.

Já classificada em primeiro lugar do Grupo B, o técnico da Colômbia, Carlos Queiroz, poupou os titulares nesta terceira partida da fase. A equipe foi a campo com os reservas, mais o atacante Cuadrado.

Leia também
Argentina vence Catar e pega a Venezuela nas quartas
Brasil goleia o Peru e garante ida às quartas de final
'Demolidor', Vargas 'acorda' para fazer história no Chile e inspirar memes


Os reservas aproveitaram a oportunidade e buscaram mostrar serviço. A Colômbia se impôs dentro de campo contra um apático Paraguai e criou as principais oportunidades de gol.

A partida começou a ser definida em um embate direto entre jogadores que atuam no Brasil. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o volante Gustavo Cuéllar, do Flamengo, marcou em cima do goleiro Gatito Fernández, que atua no Botafogo.

O gol veio após um erro na saída de bola da defesa do Paraguai. Na sobra, Cuéllar chutou sem ângulo, quase da linha de fundo, mas a bola passou entre as pernas de Gatito.

No segundo tempo, buscando definir o jogo, o técnico Carlos Queiroz colocou em campo os atacantes titulares James Rodriguez e Duván Zapata.

A mudança surtiu efeito e a Colômbia voltou a pressionar mais no ataque. Luis Díaz até chegou a marcar após assistência de James Rodriguez. O gol, contudo, foi anulado após o árbitro peruano Victor Carrillo consultar o VAR e marcar toque de mão de Díaz.

Aos 45 minutos do segundo tempo, o árbitro chegou a marcar pênalti após Díaz cair dentro da área. Após revisão do VAR, ele mandou seguir o jogo.

Nas arquibancadas, um público 13.906 torcedores, sendo 11.313 pagantes, acompanhou a partida. Os colombianos eram maioria no estádio: apoiaram a equipe durante toda a partida, além de terem vaiado e xingado o árbitro nas revisões do VAR.

Nas quartas de final, a seleção colombiana vai enfrentar o 2º colocado do Grupo C, posição que pode ficar com Chile, Uruguai e, com menos chances, Japão. A definição acontece nesta segunda-feira (24), com a última rodada da primeira fase.

Com dois pontos, os paraguaios terão que torcer por um empate entre Japão e Equador para passar à segunda fase, pelo saldo de gols, como segundo melhor terceiro lugar.

Veja também

Menino de 6 anos morre após ser atropelado por caminhão na BR-101, no Recife; mãe ficou ferida
Acidente

Menino de 6 anos morre após ser atropelado por caminhão na BR-101, no Recife; mãe ficou ferida

Conselho defende arquiteta vacinada contra Covid no Recife e é criticado em rede social
Vacinação

Conselho defende arquiteta vacinada contra Covid no Recife e é criticado em rede social