Com salários atrasados, terceirizados de delegacias fazem ato no Recife

Objetivo é chamar atenção da população e pressionar o governo estadual, além de deputados, para a solução do problem

Amores de Chumbo Amores de Chumbo  - Foto: YouTube/Reprodução

Há três meses sem receber os salários, funcionários terceirizados das delegacias do Estado fazem uma manifestação nesta quinta-feira (6), em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O objetivo é chamar atenção da população e pressionar o governo estadual, além de deputados, para a solução do problema.

Segundo o presidente da Força Sindical, Rinaldo Júnior, a empresa que contratou os trabalhadores alega que não efetua o pagamento porque não recebe a verba do Governo do Estado. "O Governo, no entanto, diz que não paga porque a empresa não está quite com as obrigações referente aos impostos. E assim fica o trabalhador, no meio dessa disputa", revelou. 

Uma assembleia foi realizada na manhã desta quinta. Após a reunião, os manifestantes decidiram interromper o trânsito de veículos na rua da Aurora, próximo ao cruzamento com a rua rua Princesa Isabel, no bairro da Boa Vista. A Força Sindical deve acionar o Ministério do Trabalho. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) foi acionada. A média do salário mensal dos trabalhadores é de R$ 800.

Por nota, a Polícia Civil informou que "não há pendências junto a ENCRED-Empresa Nordestina de Crédito- responsável pela prestação terceirizada de serviços gerais". A corporação disse também que "o Chefe da Polícia Civil, visando esclarecer e solucionar a questão, instaurou no dia 03/10, através da Portaria nº 170/2016, um processo administrativo de aplicação de penalidade para apurar as irregularidades cometidas pela referida empresa."

Veja também

Bike PE retoma plano para estudantes
Mobilidade

Bike PE retoma plano para estudantes

Operação Verde Brasil 2 deve prosseguir até fim de 2022, diz Mourão
notícias

Operação Verde Brasil 2 deve prosseguir até fim de 2022, diz Mourão