Covid-19

Com situação controlada, Noronha libera transporte público

Ônibus e táxis rodam com frota reduzida e cumprindo rigorosos protocolos sanitários

Fernando de NoronhaFernando de Noronha - Foto: Fabio Nóbrega/Portal FolhaPE

A Administração de Fernando de Noronha anunciou, nesta segunda-feira (6), a cura clínica do último paciente diagnosticado com a Covid-19 através do Estudo Epidemiológico que está em curso na ilha. Foram descartados ainda os dois casos que se encontravam em investigação. Restam ainda três pacientes em recuperação - eles faziam parte do grupo de moradores que retornaram do continente para a ilha no último dia 27 de junho. Os três moradores estão assintomáticos e permanecem isolados, em quarentena. 

Noronha tem registrados, até o momento, 73 casos da Covid-19, sendo 42 deles identificados pela pesquisa epidemiológica. Nesta segunda-feira, foi iniciada a coleta de amostras dos moradores e servidores que desembarcaram na ilha no último sábado (4). As amostras serão encaminhadas para o Recife para processamento laboratorial.

Com a situação da Covid-19 controlada em Fernando de Noronha, a comunidade da ilha aos poucos retoma a rotina. Nesta segunda-feira, a administração do arquipélago liberou a retomada do transporte público. Ônibus e táxis voltaram a circular no arquipélago, porém seguindo protocolos de prevenção ao coronavírus. O coletivo poderá realizar o trajeto com passageiros sentados, respeitando o distanciamento social e utilizando máscaras. Além disso, a cada mudança de turno, o veículo será higienizado. Apenas um ônibus está liberado para circular, das 7h às 18h. 

“Gradativament,e iremos aumentando a quantidade de ônibus que irão circular na ilha. Já estamos com a situação da Covid controlada há algum tempo. Apesar de alguns casos estarem surgindo, os pacientes estão devidamente isolados e monitorados pela equipe de saúde da administração. A liberação do ônibus acontece por conta da demanda recorrente da população para a volta do transporte público. A gente resolveu flexibilizar para a locomoção dos noronhenses pela ilha”, disse Guilherme Rocha, administrador de Noronha. 

Nos táxis, os motoristas e passageiros também são obrigados a fazer a viagem usando máscaras e deve ser disponibilizado álcool em gel aos clientes. A cada nova corrida, o automóvel deve ser higienizado internamente. Os táxis têm que circular com aparelhos de ar-condicionado desligados e as janelas abertas. Da frota de 75 carros, somente dez circularão por dia, em sistema de rodízio. 

“Estávamos ansiosos esperando o retorno, embora não seja a mesma coisa de antes, por conta do movimento dos turistas. No entanto a retomada foi importante para atender a população e abrir a nossa base de trabalho. Está todo mundo feliz com este retorno”, disse Valdo Dantas, da diretoria da Associação Noronhense de Taxistas (Nortax)

A circulação dos veículos de transporte de passageiros se junta a outras medidas de flexibilização de atividades que aconteceram em Noronha ao longo das semanas, como a reabertura de templos religiosos, comércio, bares, restaurantes, lanchonetes, salões de beleza e estética e ainda a liberação do uso das praias e de treinos de equipes esportivas. Todos devem seguir protocolos rígidos de funcionamento.

 

Veja também

Nomeação de Trump à Suprema Corte testa apoio de republicanos para redesenhar campanha
EUA

Nomeação de Trump à Suprema Corte testa apoio de republicanos para redesenhar campanha

Encontro virtual debate envelhecimento saudável
Cidades Algomais

Encontro virtual debate envelhecimento saudável