Comissão para auditar ações do Meio Ambiente deve ter Câmara e Senado

Os instrumentos de trabalho da comissão incluem visitas ao ministério, requerimentos para obtenção de informação e convocação para audiências públicas.

Plenário do SenadoPlenário do Senado - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Parlamentares pedem ao presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal a criação de uma comissão externa para acompanhar as ações do Ministério do Meio Ambiente frente às queimadas na Amazônia.

A instalação depende apenas da assinatura do presidente de cada casa legislativa, segundo o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), presidente da recém-criada comissão mista de mudanças climáticas do Congresso.

Vieira busca reunir os requerimentos protocoladas na Câmara e no Senado para evitar duplicidade de trabalhos com a instalação de uma comissão conjunta. Na manhã desta sexta-feira (23), o senador se reuniu em Salvador com o prefeito da cidade, ACM Neto, que preside o partido dos presidentes das casas legislativas, o DEM.

Leia também:
Ministro do Meio Ambiente defende reestruturação do Fundo Amazônia
Promotoria investiga ministro do Meio Ambiente por enriquecimento ilícito


"O ideal é que seja uma comissão mista, de deputados e senadores. O Rodrigo Maia já se pronunciou e tenho certeza que o Senado não vai deixar de fazer. O Senado vai fazer", afirmou ACM Neto à reportagem. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, já havia se pronunciado na quinta (22), pelo Twitter, afirmando que a Câmara criará a comissão.

"Que seja uma comissão que tenha o respaldo do parlamento para fiscalizar as ações que o governo vai adotar em relação a essa crise", completou ACM Neto.
A reunião aconteceu na capital baiana durante a Climate Week, semana do clima da ONU. Logo antes, os movimentos Agora, Livres e Acredito se pronunciaram no evento comunicando que haviam pedido ao Legislativo a instalação da comissão.
"Os movimentos pedem comissão externa dentro do MMA para fazer uma auditoria nas ações", disse Natalie Unterstell, cofundadora do Agora.

Entre os trabalhos que a comissão deve averiguar, estão a fiscalização ambiental de crimes contra a flora, gestão de unidades de conservação, a contratação de imagens de satélite e o Fundo Amazônia. Os instrumentos de trabalho da comissão incluem visitas ao ministério, requerimentos para obtenção de informação e convocação para audiências públicas.

Veja também

Fachin determina que governo do Rio justifique operações policiais realizadas na pandemia
rio de janeiro

Fachin determina que governo do Rio justifique operações policiais realizadas na pandemia

Maria da Penha Virtual agiliza pedidos de medida protetiva no Rio
agressão

Maria da Penha Virtual agiliza pedidos de medida protetiva no Rio