Compaz sedia torneio de robótica

O torneio, promovido pela Secretaria de Educação do Recife, teve como um de seus principais objetivos criar soluções inovadoras para problemas cotidianos com o uso dos robôs, além de preparar os estudantes para a etapa regional da Olimpíada Brasileira de

Compaz atua na vida dos alunos e familiaresCompaz atua na vida dos alunos e familiares - Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

“Ganhar é bom, mas o que faz eu me sentir melhor é poder adquirir conhecimentos com cada um desses torneios”. A frase é da estudante da rede municipal de ensino do Recife Maria Carolina, 13 anos, que participou, durante nessa terça-feira (21), do III Torneio de Robótica do Recife, no Centro Comunitário da Paz (Compaz) Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro. O evento definiu seis equipes vencedoras dos níveis I e II. No total, 23 estudantes foram premiados com excursão científica para conhecer o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), base para lançamento de foguetes localizada no Rio Grande do Norte.

O torneio, promovido pela Secretaria de Educação do Recife, teve como um de seus principais objetivos criar, com o uso de robôs, soluções inovadoras para problemas cotidianos, além de preparar os estudantes para a etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). O campeonato foi realizado na categoria resgate, uma espécie de treinamento, e seguiu o modelo de simulação da OBR. Ao todo, 24 equipes estavam presentes para competir em diferentes níveis.

No nível 1, as equipes vencedoras foram Os Veteranos (Escola Municipal Mário Melo), Androides (Escola Municipal Oswaldo Lima Filho) e Guerreiros (Escola Municipal André de Melo) . No nível dois, os times que ficaram nas três primeiras colocações foram The Best (Escola Municipal Poeta Joaquim Cardozo), Tourinho (Escola Municipal Pedro Augusto) e La Fênix (Escola Municipal Jonatas Braga), respectivamente.

De acordo com o secretário de Educação da PCR, Alexandre Rebêlo, a dinâmica que envolve o programa Robótica na Escola é vital para o desenvolvimento dos jovens. “Uma vez que envolve a superação de desafios, o trabalho em equipe, a atuação da rede é um trabalho interessante. Ajuda na melhoria e desenvolvimento do trabalho em equipe, o que hoje é muito crucial. Afinal, Recife é uma cidade em constante movimento e um dos principais pólos de tecnologia nacional”, explica.

Leia também:
Alunos de PE disputam liga de robótica com projeto que purifica água 
A coordenadora do programa Robótica na Escola, Priscila Dutra, acredita que o projeto desenvolve grandes profissionais. “A gente implantou esse projeto desde 2014 e hoje a gente vê os meninos com os sonhos de se tornarem lecionadores de física, médicos, advogados, engenheiros. Isso deixa a gente muito feliz porque a robótica ajuda em outras áreas, como a própria integração dos alunos em outras disciplinas”, salienta.

Veja também

Secretário de Saúde de Pernambuco critica entraves diplomáticos que afetam vacinação no Brasil
Covid-19

Longo critica entraves diplomáticos à vacina: "Não podem colocar em xeque a saúde dos brasileiros"

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões