Compesa desenvolve aplicativo para monitorar ciclos de abastecimento

A ideia é preencher as lacunas de tempo existentes entre o horário de abastecimento previsto no calendário e o horário real de chegada da água para os moradores

Aplicativo de manobra da CompesaAplicativo de manobra da Compesa - Foto: Divulgação/ Compesa

Para monitorar mais de perto as ações das "manobras", que são as aberturas e fechamentos dos registros de passagem de água para as residências, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) desenvolveu um aplicativo para acompanhar melhor o trabalho dos manobreiros, responsáveis por esses afazeres. Para garantir a chegada da água às torneiras, o aplicativo funcionará como uma espécie de diário para os 113 funcionários que executam esse tipo de operação na Região Metropolitana do Recife.

O aplicativo começou a ser usado pela Compesa nas manobras de abastecimento do município de Goiana, no segundo semestre de 2019. Desenvolvido pelos colaboradores, a fim de ser utilizado como uma ferramenta de trabalho interno. A ideia é acompanhar o passo a passo das atividades, na intenção de preencher as lacunas de tempo existentes entre o horário de abastecimento previsto no calendário e o horário real de chegada da água para os moradores.

Leia também:
Barragem de Águas Belas em situação de alerta
Devido ao coronavírus, Compesa isenta população de baixa renda de pagamento
Celpe vai cadastrar famílias na tarifa social pelo WhatsApp


O controle funciona a partir do Centro de Controle Operacional-CCO, que fica no bairro do Curado, e possui monitores que controlam toda a rede de distribuição da Região Metropolitana. Na prática, o manobreiro com o smartphone receberá um comando da gerência da área em tempo real. Dados como data, horário e nome do funcionário responsável pela atividade entram automaticamente no sistema.

A cada mês, os relatórios extraídos do aplicativo serão confrontados com o calendário de abastecimento das áreas, o que significa que será possível identificar as intercorrências mais frequentes que geram atrasos nos horários de início e fim dos ciclos, como explica a presidente da Compesa, Manuela Marinho.

"Aqui em Recife vai ser implantado na gerência leste, que pega alguns dos principais bairros da cidade. É preciso ainda fazer um estudo das manobras nos pontos de distribuições", diz o diretor Técnico de Engenharia da Compesa, Flávio Figueiredo. Segundo ele, a previsão a implementação em Recife é de acontecer ainda nesse primeiro semestre do ano. O manejo do controle das águas também ficou mais tranquilo, segundo o diretor, o aplicativo é bem simples e interativo.

Antes, o controle era feito de forma estática, por meio de papéis e planilhas que os próprios funcionários preenchiam. "Era tudo muito burocrático e lento. Agora, ficou mais ágil e mais confiável. Os funcionários recebem as demandas pelo celular com todas as instruções, de por exemplo, quantas voltas ele vai ter que dar a volta no registro de determinado cano e também, de que que horas que essa operação tem que ser fita", finalizou o diretor.

Veja também

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil
Coronavírus

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho
Henry Borel

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho