Vacina

Comprovante de vacinação é obrigatório em órgãos públicos a partir desta segunda-feira (6)

No primeiro dia de obrigatoriedade do passaporte vacinal, muitas pessoas são surpreendidas no Detran e Expresso Cidadão

Exigência do comprovante completo de vacinaçãoExigência do comprovante completo de vacinação - Foto: Melissa Fernandes // Folha de Pernambuco

A partir desta segunda-feira (6), o comprovante de vacinação passa a ser obrigatório para a entrada nos órgãos públicos de Pernambuco. No Expresso Cidadão do RioMar e na sede do Detran, várias pessoas foram impedidas de prosseguir com seus agendamentos pela falta do passaporte vacinal.

Larissa Pimentel tinha ido ao shopping exclusivamente para o seu atendimento e, sem saber do decreto, foi impedida de entrar. “Eu acho interessante esse método, mas achei chato ter agendado e não conseguir realizar o atendimento por uma coisa que não foi comunicada antes. No agendamento, não tinha dizendo, então eu dei uma viagem perdida.”, relatou.

Para ser liberado a entrar e circular dentro dos órgãos, é preciso apresentar o passaporte de vacinação e um documento oficial com foto, além do cumprimento dos protocolos sanitário, como as medidas de distanciamento e o uso de máscaras.

Já para o atendimento presencial, as pessoas devem agendar seus horários antecipadamente de forma online, tanto para as unidades do Expresso Cidadão quanto para o Detran.

Sobre a movimentação na sede do Detran, o gerente de habilitação e condutores, Nivaldo Carneiro, avaliou como positivo o primeiro dia com a nova obrigatoriedade: “Tem fluido bem, o usuário tem comparecido comprovando a sua vacinação contra a covid, apresentando seu documento de identificação com foto, e tudo funcionando dentro da normalidade”, disse ele.

Mesmo assim, muitas pessoas não estavam informadas sobre o decreto, como Júlio Roberto, que disse: “Isso aqui devia ser bem informado para a gente, para toda a população. Eles me perguntaram ‘você não viu na internet?’ Mas eu só chego em casa de noite, não tenho tempo. Era para eles informarem isso com uma mensagem ou passar para a autoescola.”

A medida tem a intenção de proteger toda a população contra a Covid-19, além de servir como um meio de evitar a propagação da doença e estimular a vacinação, medida importante na luta contra o vírus.

Exigência do comprovante completo de vacinação

O passaporte vacinal pode ser obtido através da emissão do documento pelo SUS. Também será aceito a apresentação do cartão de vacina emitido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), pelas secretarias municipais ou ainda por outro órgão governamental, nacional ou estrangeiro, que informe a aplicação das duas doses dos imunizantes de acordo com o calendário vacinal estabelecido pela SES-PE.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a vacinação é um passo essencial em direção à normalidade. “Dados divulgados pelo Centro Europeu de Controle de Doenças apontam que os locais com maiores índices de vacinados estão registrando menos mortes, comprovando que as vacinas, além de seguras, salvam vidas. O cenário que temos hoje é de uma pandemia em pessoas não totalmente vacinadas”, afirmou.

Pessoas com o ciclo vacinal incompleto, inclusive aqueles que já se vacinaram com a primeira dose e aguardam o intervalo correto para a aplicação da segunda, ficam proibidas de frequentar os Expressos e demais órgãos.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado na ultima quarta-feira (1º), e segue orientação do Decreto Estadual nº51.864.

Veja também

Estudo aponta ligação entre consumo de adoçantes na gravidez e obesidade na criançaSaúde

Estudo aponta ligação entre consumo de adoçantes na gravidez e obesidade na criança

Covid: Ministério da Saúde começa a distribuir segunda remessa de vacinas para criançasBRASIL

Covid: Ministério da Saúde começa a distribuir segunda remessa de vacinas para crianças