Notícias

Confira 5 alimentos nutritivos para você consumir no inverno

Pesquisas mostram que o organismo no inverno tende a ficar mais fragilizado, principalmente em relação aos rins e bexiga.

LaranjaLaranja - Foto: Reprodução/Internet

Chegamos à estação mais fria do ano. Para alguns também uma época com mais alergias respiratórias, asmas, sinusites e renites. Evite locais fechados e com aglomeração de pessoas. Procure áreas mais arejadas com maior circulação de vento. Ao usar seus casacos, moletons e mantas, lembre-se que eles estão muito tempo guardados. Separe-os e lave-os. É muito importante você não ter contato direto com a pele e olhos do mofo. Use, de preferência, uma máscara protetora da boca e nariz ao pegar nessas roupas guardadas.

No inverno, a sua imunidade pode baixar. Como o tempo está mais ameno, é normal que bebamos menos água, mas não caia nesta armadilha. Consuma água normal, além de sucos cítricos ricos em vitamina C e chás quentes para regular a temperatura do corpo. Pesquisas mostram que o organismo no inverno tende a ficar mais fragilizado, principalmente em relação aos rins e bexiga.

Confira 5 alimentos bons nesta época do ano:

Morango: Tem baixo teor calórico e use no lanche ou sobremesas. É rico em vitamina C, que ajuda na cicatrização de ferimentos e fortalece a parede dos vasos sanguíneos.

Laranja: Rica em vitamina c, essa fruta tem muitos antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias. A laranja lima é super recomendada para gestantes e crianças.

Pera: Como antes das refeições para ficar mais saciado e não encher o prato é um alimento fibroso.

Batata-doce: Alimento que produz energia, um carboidrato do bem. Ideal para quem faz exercício físico.

Inhame: É uma boa fonte de vitamina B6, nutriente necessário para ajudar a quebrar a homocisteína, um aminoácido que pode danificar diretamente as paredes dos vasos sanguíneos. A ingestão adequada desse alimento reduz o risco de doença cardíaca.

Não se esqueça das sopas de legumes e bem quentinhas para um final de tarde é uma delícia. Sobre a vitamina C, ela é boa para evitar infecções no organismo, porém se você já tiver com gripe e resfriado não irá curar você. Consulte seu médico para recomendar a dose diária.

Outros vegetais que estão em safra no inverno:

Frutas: Carambola, Kiwi, Mexerica e Tangerina; todas elas ricas em vitaminas C e que colaboram para o fortalecimento do sistema imunológico, importante para essa época de frio. Além disso, a vitamina C tem ação antioxidante, que previne o envelhecimento precoce e favorece a saúde da pele.

Verduras: Agrião, Coentro, Couve, Erva-Doce, Espinafre, Mostarda e Salsão; folhas verdes escuras são essenciais na alimentação do dia a dia, pois ricas em fibras e ferro de origem vegetal, prevenindo quadros de anemia. Algumas delas, como o salsão, possuem também ação diurética.

Legumes: Cenoura, Abóbora, Cará, Ervilha, Mandioca, Mandioquinha, Milho-Verde, Palmito, Pepino e Rabanete; aqui temos um mix de nutrientes importantes, como carboidratos para fornecer energia, proteínas de origem vegetal através das leguminosas.

Busque sempre a sua melhor versão. Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado com informações sobre saúde e bem-estar. Obrigado e até o próximo encontro

Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico.
Pautas para Jademilson Silva – Jornalista - DRT: 3468
E-mail: [email protected]

Fique por Dentro

Aumenta o número de casos de câncer colorretal no Brasil

O câncer de intestino é um dos tipos mais comuns no Brasil, no entanto, pouco ainda é dito sobre essa doença. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), ele é o segundo tipo de tumor letal com maior incidência em mulheres e o terceiro nos homens. O instituto ainda sugere que em 2019 a doença deve registrar 17.380 casos novos de câncer de cólon e reto em homens e 18.980 em mulheres. Esses valores correspondem a um risco estimado de 16,83 casos novos a cada 100 mil homens e 17,90 para cada 100 mil mulheres. É o terceiro mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres. novos casos, um aumento de 6% em relação ao ano de 2017.

A doença está diretamente relacionada a hábitos de vida não saudáveis, como consumo exagerado de carnes vermelha ou processada, e dieta pobre em legumes, verduras e frutas. Sem falar no sedentarismo, obesidade e consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabagismo. Por ano, apenas no Brasil, a doença mata mais de 15 mil pessoas. O número é alto, no entanto ele pode ser facilmente reduzido com exames preventivos. Quando o câncer colorretal é diagnosticado em estágio inicial, a possibilidade de cura chega a 95%.

O câncer de intestino não apresenta sintomas em estágio inicial, tornando o diagnóstico precoce mais difícil. Pessoas com mais de 50 anos chegam a representar 90% dos casos de câncer de intestino. No entanto, alguns sintomas podem ser observados. Com o desenvolvimento do tumor, alguns sintomas podem se apresentar, como mudanças no hábito intestinal (constipação ou diarreia), anemia, fraqueza, cólica abdominal, sensação de evacuação incompleta, sangramento pelo reto e emagrecimento repentino. Ao perceber essas alterações, é fundamental procurar um médico. Apenas um especialista poderá analisar os sinais e dar o diagnóstico correto..

Os exames de colonoscopia e retossigmoidoscopia são os mais indicados para localizar o tumor no intestino e remover os pólipos, que são lesões parecidas com verrugas. A cirurgia para retirada do tumor é o ponto de partida do tratamento. Após a retirada, é possível fazer uma análise e prever até mesmo o risco da doença voltar e uma necessidade, ou não, de quimioterapia.

Clarissa Guedes, a médica cirurgiã do aparelho digestivo é especializada em tratamento da obesidade, chefe de plantão do Samu e Cirurgiã do trauma do Hospital da Restauração

Clarissa Guedes, a médica cirurgiã do aparelho digestivo é especializada em tratamento da obesidade, chefe de plantão do Samu e Cirurgiã do trauma do Hospital da Restauração - Foto: Divulgação

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo da coluna

Veja também

Governo de São Paulo decreta emergência para dengue
SAÚDE

Governo de São Paulo decreta emergência para dengue

TJPE disponibiliza 50 vagas para casamento coletivo no Recife; saiba como participar
Recife

TJPE disponibiliza 50 vagas para casamento coletivo no Recife; saiba como participar