Maio Laranja

Conorte e Grande Recife realizam doação de brinquedos ao IML, para crianças vítimas de abuso sexual

Ação é uma das campanhas do maio laranja, que combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil

Conorte e Grande Recife realizam doação de brinquedos ao IML para crianças vítimas de abuso sexualConorte e Grande Recife realizam doação de brinquedos ao IML para crianças vítimas de abuso sexual - Foto: Clarice Melo/Folha de Pernambuco

O Consórcio Conorte realizou, na manhã desta sexta-feira (31), uma doação de brinquedos ao Instituto de Médico Legal (IML) do Recife, para crianças vítimas de violência sexual.

A ação foi uma parceria entre o consórcio, o Grande Recife Consórcio de Transportes e a Secretaria de Defesa Social (SDS), por meio do IML.

Conorte e Grande Recife realizam doação de brinquedos ao IML, para crianças vítimas de violência sexual | Foto: Clarice Melo/Folha de Pernambuco.

A ação faz parte da campanha de conscientização do Maio Laranja, mês de combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil.

Estiveram no IML Diego Benevides, diretor de Operações do Conorte; Matheus Freitas, diretor presidente do Grande Recife; e Eveline Catão, responsável pelo setor de sexologia forense do instituto. 

Matheus Freitas, diretor presidente do Grande Recife; Eveline Catão, Responsável pelo setor de sexologia forense do instituto; e Diego Benevides, diretor de Operações do Conorte | Foto: Clarice Melo/ Folha de Pernambuco.

Diego valorizou a importância da ação e da parceria com o Grande Recife. Além disso, o diretor lembrou da importância de se discutir o tema.

"Nós já conhecíamos o trabalho aqui do IML, em relação à necessidade que eles têm da doação de brinquedos para as crianças que passam por algum tipo de abuso e que são atendidas aqui na instituição. E este ano, com a campanha que o Grande Recife desenvolveu, do Maio Laranja, nós achamos que tinha muito a ver essa parceria continuar. A gente já fez essas doações de 2023 e agora, este ano, a gente já tinha feito outra doação. E aí a gente achou que tinha tudo a ver com essa campanha, que o Grande Recife nos chamou para a parceria, e concretiza mais uma vez esse encontro de instituições, por conta de uma importância muito grande do tema - um tema muito sério e relevante -, que a sociedade precisa fazer sua parte", ressaltou.

A iniciativa é mais outra que o Grande Recife participa. Durante este mês, a empresa já tinha feito outras ações para conscientizar a respeito do tema.

"O Grande Recife Consórcio de Transportes realizou, ao longo do mês de maio, uma série de eventos, ações e campanhas nos terminais integrados da Região Metropolitana, que tiveram como objetivo o combate contra o abuso sexual infantil. A campanha de conscientização de toda Região Metropolitana mostra que a popopulação se conscientize, dentro do transporte público, a identificar, a saber do que se passa e poder denunciar esses atos de abusos sexuais", afirmou Matheus.

A doação ao IML também é uma tentativa de criar um ambiente mais acolhedor às vítimas da violência sexual infantil. Eveline pontua que, muitas das vezes, essas crianças costumam ser de baixa renda.

"Nós tentamos amenizar um pouco esse sofrimento. Muitas (crianças) nunca tiveram um brinquedo, muitas olham o ambiente de brinquedoteca lúdico como um alento, depois de um período tão grande de violência, onde há uma trajetória grande desde sair de casa, até uma denúncia, passar por uma delegacia, passar pelo serviço de saúde, o conselho tutelar e, enfim, terminar no IML. Então nós queremos criar uma imagem melhor e mais humanizada, para que elas saibam que serão acolhidas aqui e que nós temos profissionais humanizados", ressaltou.

Doação de brinquedos ao IML para o setor responsável por crianças que sofreram agressões | Foto: Clarice Melo/ Folha de Pernambuco.

 

Maio Laranja
Dados da campanha Maio Laranja afirmam que, no Brasil, três crianças são vítimas de abuso a cada hora e cerca de 51% delas têm entre 1 e 5 anos de idade.

Todos os anos, 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no País, e há dados que sugerem que somente 7,5% dos dados cheguem a ser denunciados às autoridades.

Denúncia
Para denunciar casos de violência, abuso, ou exploração de crianças e adolescentes, disque 100

Veja também

Trump está a salvo após incidente em comício, informa Serviço Secreto dos EUA
RESGATE

Trump está a salvo após incidente em comício, informa Serviço Secreto dos EUA

Trump cai do palco durante comício na Pensilvânia com sangue no rosto e após disparos serem ouvidos
EUA

Trump cai do palco durante comício na Pensilvânia com sangue no rosto e após disparos serem ouvidos

Newsletter