Construção de novo campus do IFPE começará em fevereiro

A solenidade de assinatura da ordem de serviço será realizada nesta quinta-feira (25), no Centro Cultural Miguel Arraes, Prazeres, às 16h

Instituto Federal de Pernambuco (IFPE)Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A construção da sede definitiva do Campus Jaboatão dos Guararapes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) está prevista para começar em fevereiro. A solenidade de assinatura da ordem de serviço acontece nesta quinta-feira (25), no Centro Cultural Miguel Arraes, Prazeres, às 16h. A cerimônia também anunciará a liberação de recursos orçamentários previamente autorizados destinado para os campus de Igarassu e Palmares.

Leia também:
IFPE terá sede definitiva do campus Paulista
MEC assina liberação de recursos para novo campus do IFPE

A obra, orçada em R$10.718.477,10, terá o prazo de 14 meses para ficar pronta. A nova sede contará com uma estrutura de 16 salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório, passarelas, bloco administrativo, área de convivência, guarita e estacionamento. Com isso, aumentará o número de estudantes atendidos, que atualmente no local provisório são 780 estudantes, e com a construção esse número aumentará para 1.200.

A sede terá a capacidade de acolher 1.200 estudantes, com a estrutura de 16 salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório, passarelas, bloco administrativo, área de convivência, guarita e estacionamento. R$17.616.588,12 e, após a licitação, será construído na Rodovia BR 101 Norte, s/n, KM 29, Bairro Engenho Umbu, em Igarassu.

O campus de Palmares foi orçado em R$18.073.164,51. A construção será feita na Rodovia BR 101 Sul, s/n, KM 117, no bairro Campus Universitário, em Palmares.

Veja também

Deslizamento de terra mata 126 mineiros no norte de Mianmar
Mundo

Deslizamento de terra mata 126 mineiros no norte de Mianmar

Primos são detidos pelo transporte de 17,4 mil maços de cigarro paraguaios no Agreste
São Caetano

Primos são detidos pelo transporte de 17,4 mil maços de cigarro paraguaios no Agreste