Rússia

Consumo de sidra adulterada deixa 29 pessoas mortas na Rússia

Autoridades locais abriram uma investigação e ordenaram o confisco das garrafas de álcool contaminado

Consumo de sidra adulterada deixa 29 pessoas mortas na Rússia Consumo de sidra adulterada deixa 29 pessoas mortas na Rússia  - Foto: Reprodução/Twitter

O número de pessoas mortas envenenadas pela ingestão de sidra adulterada na Rússia chegou a 29 nesta terça-feira. Há ainda outros 61 vítimas hospitalizadas, de acordo com as autoridades locais. Na segunda-feira, o governo russo havia informado um saldo de pelo menos 16 mortos e várias dezenas de feridos.

"O número total de vítimas de envenenamento por álcool na Rússia chega a 90 pessoas", das quais 29 morreram, informou o Ministério da Saúde, citado por agências de notícias do país.

Segundo o ministério, quatro pessoas encontram-se em "estado gravíssimo" e 30 em "estado grave". A imprensa russa informou que as vítimas consumiram uma bebida chamada "Mister Cider" que continha metanol, um produto muito tóxico. O produto foi vendido em algumas lojas de bebidas alcoólicas.

As autoridades russas abriram uma investigação e ordenaram o confisco das garrafas de álcool contaminado.

Mortes por álcool adulterado são comuns na Rússia, onde os preços das bebidas vendidas em grandes lojas são proibitivamente caros para milhões de russos pobres, especialmente em áreas rurais onde os padrões de vida são muito baixos.

Em outubro de 2021, 35 pessoas morreram de envenenamento por álcool em dois incidentes diferentes na Rússia.

Veja também

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens
FOLHA PET

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador
Tragédia

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador

Newsletter