América Latina

Contagem final no Peru dá 50,12% para Castillo, mas ainda há contestações pendentes

O Júri Nacional Eleitoral (JNE) ainda precisa finalizar a análise das contestações de milhares de votos antes de proclamar o vencedor

Candidato Pedro CastilloCandidato Pedro Castillo - Foto: Gian Masko / AFP

A apuração de 100% das urnas no Peru resultou, nesta terça-feira (15), em 50,12% dos votos para o candidato Pedro Castillo, de esquerda, 44 mil a mais que Keiko Fujimori, candidata de direita. No entanto, o Júri Nacional Eleitoral (JNE) ainda precisa finalizar a análise das contestações de milhares de votos antes de proclamar o vencedor.

Nove dias após o controverso segundo turno das eleições, a contagem pelo órgão eleitoral (ONPE) atribui a Castillo 8.835.579 votos, contra 8.791.521 de Fujimori (49,87%), que tem denunciado uma "fraude" nas eleições de 6 de junho e pediu ao JNE que anule os votos de 151 seções eleitorais.

Castillo, um professor de escola rural de 51 anos, rejeitou nesta terça os apelos pela anulação das eleições por suposta fraude, feitos por políticos de direita que apoiam a filha do ex-presidente preso Alberto Fujimori.

O JNE está revisando as contestações antes de proclamar o vencedor da votação presidencial, que teve 74,5% de participação, sem "graves irregularidades", segundo observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA).

A tensão cresce nesta terça no Peru, que mais de uma semana após a eleição ainda não sabe quem será seu novo presidente.

Na votação de 2016, Fujimori perdeu por 41 mil votos de diferença para o banqueiro de direita Pedro Pablo Kuczynski, que foi forçado a renunciar em março de 2018 por pressão da bancada fujimorista no Congresso.

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro