VOO

Contato com Boeing 737 de companhia indonésia é perdido após decolagem

Voo doméstico normalmente leva cerca de 90 minutos, mas o avião desapareceu dos radares logo após decolar, quando sobrevoava o mar de Java

Em outubro de 2018, 189 pessoas morreram quando um Boeing 737 MAX caiu no mar de Java, 12 minutos após a decolagemEm outubro de 2018, 189 pessoas morreram quando um Boeing 737 MAX caiu no mar de Java, 12 minutos após a decolagem - Foto: Adek Berry/AFP

A companhia aérea indonésia Sriwijaya Air perdeu o contato com uma de suas aeronaves de passageiros, um Boeing 737-500, depois de sua decolagem neste sábado (9) em Jacarta, informou o Ministério dos Transportes.

"O contato foi perdido com um avião da Sriwijaya, que realizava o trajeto entre Jacarta e Pontianak (na ilha de Bornéu)", disse um porta-voz do ministério, Adita Irawati.

Ainda não há informações oficiais de quantos passageiros e tripulantes estavam a bordo, mas o avião tem capacidade para 130 pessoas.

O voo doméstico normalmente leva cerca de 90 minutos, mas o avião desapareceu dos radares logo após decolar, quando sobrevoava o mar de Java. 

A empresa de baixo custo está investigando o que aconteceu e equipes de resgate foram ativadas. 

Em outubro de 2018, 189 pessoas morreram quando um Boeing 737 MAX caiu no mar de Java, 12 minutos após a decolagem.

Este acidente e outro envolvendo o mesmo modelo na Etiópia, foram atribuídos a defeitos técnicos e a fabricante foi condenada esta semana a pagar multa de 2,5 bilhões de dólares por ter enganado as autoridades no processo de aprovação deste modelo.

Os 737 MAXs ficaram sem voar por 20 meses após esses dois acidentes que deixaram 346 mortos, antes de serem novamente autorizados a operar em alguns países no final de 2020.

Veja também

Contágio não garante aos jovens imunidade para reinfecção
Covid-19

Contágio não garante aos jovens imunidade para reinfecção

Oito mortos em tiroteio na cidade americana de Indianápolis
EUA

Oito mortos em tiroteio na cidade americana de Indianápolis