Contra a gripe, Recife vacina pessoas com deficiência em esquema de drive thru

A ação proposta pela Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) faz parte da terceira etapa da Campanha Nacional de Vacinação

Vacinação em esquema de drive thru no Shopping Rio MarVacinação em esquema de drive thru no Shopping Rio Mar - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Em proteção às Pessoas com Deficiência (PCDs), a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) montou, em parceria com o Grupo JCPM, um ponto exclusivo de vacinação contra a gripe no estacionamento do Shopping RioMar, no bairro do Pina, Zona Sul da cidade, nesta quarta-feira (13). A ação da secretaria faz parte da terceira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza, que começou nesta segunda-feira (11), e conta com 180 mil doses da imunização disponibilizadas pelo Ministério da Saúde (MS) para o município.

Crianças de 06 meses a 5 anos, gestantes, puérperas (mães no pós-parto até 45 dias) e pessoas com deficiência podem procurar os 130 postos espalhados na cidade, das 8h às 17h, até esta sexta-feira (15), quando a etapa é finalizada. Para facilitar o processo, a secretaria afirma que o grupo leve documento de identificação, de vacinação e o do SUS - caso tenha. Para as pessoas com dúvidas acerca dos locais, a Prefeitura do Recife (PCR) disponibiliza os pontos e unidades de saúde em seu site. Já para os pacientes acamados e com dificuldade de locomoção , os profissionais de saúde estão aplicando as doses nas residências.


Leia também:
PCR promove drive thru para vacinação contra gripe em pessoas com deficiência
Iniciada nesta segunda, nova fase da campanha contra a gripe deve vacinar mais 180 mil no Recife

De acordo com a diretora executiva de Atenção Básica da cidade, Ana Sofia Costa, o posto improvisado foi montado para que os deficientes não tenham contato com outras doenças ao se dirigirem às unidades de saúde. "Na verdade é um olhar diferenciado para a pessoa com deficiência para que ela possa ser vacinada dentro do veículo, sem precisar sair. E sem precisar ir a uma unidade de saúde para evitar o contágio de outras doenças", explica, ressaltando que os pertencentes aos grupos das duas primeiras etapas que não se vacinaram podem se dirigir ao posto de saúde.

Embora não proteja contra o novo coronavírus, a vacina contra os vírus Influenza é importante para evitar que mais gente vá às unidades de saúde por complicações da gripe, tendo em vista que já há uma sobrecarga de pacientes da Covid-19. “Ela protege contra o Influenza. E o Influenza nesses grupos prioritários pode trazer complicações com riscos de internamento e até a morte. E outro ponto importante: como os sintomas da gripe parecem muito com os da Covid. Então, quando você chega a uma unidade saúde com esses sintomas e está protegido contra a gripe isso já facilita o diagnóstico e direciona para um caso suspeito para a Covid-19”, ressalta Ana Sofia.

Segundo a Sesau, os números de imunização são satisfatórios. Desde o início da campanha, em março, 320 mil pessoas foram vacinadas, superando os índices propostos pela prefeitura. A partir desta segunda-feira (18), começa a segunda fase da terceira etapa do cronograma, com foco nos adultos de 55 a 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas. Estes últimos, por exemplo, devem levar comprovantes laborais, como crachás ou carteira de trabalho para facilitar o processo de imunização.



Veja também

Banhista é atacado por tubarão na praia de Piedade; segunda vítima em menos de um mês
Ataque

Banhista é atacado por tubarão na praia de Piedade; segunda vítima em menos de um mês

Recife tem 70% da população adulta vacinada contra Covid-19 com ao menos uma dose
Saúde

Recife tem 70% da população adulta vacinada contra Covid-19 com ao menos uma dose