Contra o racismo, Bairro do Recife recebe, pela primeira vez, cerimônia Ubuntu

Ato iniciado na avenida Rio Branco segue até o Marco Zero

Cerimônia UbuntuCerimônia Ubuntu - Foto: Gustavo Glória / Folha de Pernambuco

Vinte e quatro afoxés de Pernambuco saíram da avenida Rio Branco, no Bairro do Recife, na primeira cerimônia Ubuntu - uma consagração ao povo negro, um ritual religioso de lavagem de abertura de caminhos para o Carnaval. O ato vai até as 18h, no Marco Zero do Recife, e segue com apresentações de maracatus.

“Este é um momento dos afoxés, uma lavagem para que o espaço seja abençoado e de afirmação da cultura negra”, disse o presidente do afoxé Omo Nilê Ogunjá, Dario Junior.

É a primeira vez que essa lavagem é feita publicamente, a partir de reuniões no Núcleo Afro da Prefeitura do Recife, mas cerimônias de purificação e preparo para o Carnaval sempre acontecem nas comunidades. “Fazemos banhos e rituais próprios. A gente encanta esse processo harmônico. Para nós, a luta contra o racismo e o preconceito religioso, a religião e o Carnaval andam juntos. Aproveitamos a visibilidade do Carnaval para trazer essas questões porque ou lutamos ou desapareceremos”, defendeu Dario Junior.

Veja também

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19
Bolsonaro

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes