Cooperação internacional na capital diplomática do Nordeste

Secretaria de Relações Internacionais de Pernambuco realiza seminário de Cooperação Técnica no Porto Digital

Rachel Pontes, secretária-executiva de Relações Internacionais de PernambucoRachel Pontes, secretária-executiva de Relações Internacionais de Pernambuco - Foto: Divulgação

“Todos os dias o Governo tem desafios urgentes que demandam muita energia e, às vezes, a agenda do futuro fica sem a atenção necessária. Mas aqui em Pernambuco nós invertemos essa agenda desde o Governo Eduardo Campos e estamos preparando nosso estado para ser o Pernambuco que a gente quer, numa ótica de desenvolvimento sustentável”. Foi com essa fala que o governador Paulo Câmara abriu o seminário Cooperação Técnica Internacional, realizado ontem no auditório do Apolo 235, do Porto Digital, pela Secretaria Executiva de Relações Internacionais do Governo de Pernambuco.

O evento contou com a presença da cônsul-geral da China, Li Feiyue; do cônsul-geral e do cônsul-geral adjunto do Japão, Jiro Maruhashi e Tadao Furukawa, respectivamente; do vice-cônsul de Portugal, Marco Ferreira de Melo; do coordenador-geral de Cooperação Técnica e Parcerias com Países Desenvolvidos da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Wófsi Yuri de Souza; do coordenador do Escritório de Projetos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Salvador, Frederico Lacerda; e do secretário de Representação em Brasília e Relações Internacionais da Prefeitura do Recife, Giovani Oliveira; dentre outros.

O Recife é considerada a capital diplomática do Nordeste, por contar com o escritório regional de representação do Itamaraty e com uma rede de mais de 30 representações consulares — dentre as quais de seis países do G8. No campo da diplomacia comercial, há agências de promoção de negócios e câmaras de comércio de vários países, o que confirma a vocação histórica da cidade como centro de intercâmbio comercial e vai consolidando sua vocação internacional. O prestígio do evento é sinal de que os secretários de relações internacionais da Prefeitura e Governo do Estado vêm excelendo em seus papéis.

 

Missões internacionais em Pernambuco

Missões internacionais em Pernambuco - Crédito: Divulgação

O prestígio do evento é ainda mais importante na medida em que apresenta a cooperação técnica internacional como instrumento auxiliar de promoção de desenvolvimento, no momento de grave crise por que atravessa o Brasil e, por decorrência, os estados, não constituindo-se Pernambuco em exceção. É, por fim, importante, porque cria a oportunidade para gestores públicos, empresários e representantes da sociedade civil iniciarem ou estreitarem contato com autoridades, especialistas e organismos internacionais.

 

Acordos de cooperação e memorandos vigentes

Acordos de cooperação e memorandos vigentes - Crédito: Divulgação

A fala inicial do governador Paulo Câmara foi um sopro de ar puro para aqueles que empunham a bandeira do desenvolvimento sustentável. Ao aludir à agenda do futuro inaugurada pelo ex-governador Eduardo Campos, Câmara resgatou o Plano Estratégico de Longo Prazo Pernambuco 2035, uma bem elaborada visão de futuro que parece andar meio esquecida, realizada com o apoio do Movimento Brasil Competitivo e com a valiosa consultoria da TGI, Ceplan e Macroplan.

Num ano em que os pernambucanos elegerão seu próximo governador, a agenda do desenvolvimento sustentável e, particularmente, a Agenda 2030 da ONU, estão mais do que nunca em pauta e serão cobradas pela população a todos aqueles que postulam o cargo máximo do executivo do estado. O futuro é sustentável e os pernambucanos estão mais que preparados para ele.

 

*Renato Raposo escreve semanalmente para o Portal FolhaPE. Ele é fundador do BIGG - Benchmark de Iniciativas de Governança e Gestão e empreendedor cívico na Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS).

**A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas. 


Veja também

Regras da Anatel para leilão do 5G não restringem Huawei
Tecnologia

Regras da Anatel para leilão do 5G não restringem Huawei

A ministros do Mercosul, Pazuello diz que tratamento precoce 'fez e faz a diferença' para Covid
Coronavírus

A ministros do Mercosul, Pazuello diz que tratamento precoce 'fez e faz a diferença' para Covid