Guerra na Ucrânia

Coreia do Norte culpa EUA por crise na Ucrânia e defende Rússia

'A causa da crise ucraniana também está na arbitrariedade dos Estados Unidos', ressalta o texto publicado no sábado na página oficial online da Chancelaria norte-coreana

Kim Jong-un, ditador da Coreia do NorteKim Jong-un, ditador da Coreia do Norte - Foto: KCNA via KNS/AFP

A Coreia do Norte acusou os Estados Unidos de serem a verdadeira causa da crise ucraniana e defendeu a Rússia, na primeira reação oficial de Pyongyang à invasão da Ucrânia.

Na última quinta-feira (24), a Rússia enviou tropas para a vizinha Ucrânia, uma medida que atraiu condenação internacional e duras sanções.

Manifestando-se na direção contrária, em uma nota publicado no site de seu Ministério das Relações Exteriores, a Coreia do Norte responsabilizou os Estados Unidos são responsáveis pelo conflito. 

Washington buscou "a supremacia militar sem considerar a legítima demanda russa por sua segurança", afirma o comentário atribuído a Ri Ji-song, pesquisador da Sociedade de Estudos Políticos Internacionais do Norte.

"A causa da crise ucraniana também está na arbitrariedade dos Estados Unidos", ressalta o texto publicado no sábado na página oficial online da Chancelaria norte-coreana.

O pesquisador Ri criticou Washington por manter "dois pesos e duas medidas", ao se envolver nos assuntos internos de outros países em nome da "paz e estabilidade", enquanto "denuncia, sem motivo, as medidas defensivas tomadas por outros países para sua segurança nacional".

"Acabaram os dias em que os Estados Unidos reinavam supremos", acrescenta o texto. 

Trata-se da reação de um funcionário de baixo perfil, motivo pelo qual a nota foi publicada com seu nome particular, explicou Park Won-gon, professor de Estudos Norte-Coreanos da Ewha Womans University. 

"A conclusão é que tudo é culpa dos Estados Unidos. O ponto principal é que você vai sofrer se não tiver poder", disse ele à AFP. 

Além da China, a Rússia é um dos poucos aliados internacionais da Coreia do Norte e, no passado, forneceu assistência a Pyongyang. 

Moscou tentou evitar pressões contra a Coreia do Norte, chegando a pedir alívio das sanções internacionais contra o país por razões humanitárias.

Principal aliada da Coreia do Norte, a China também culpou os Estados Unidos e seus aliados ocidentais por "exagerarem" a crise ucraniana.

Veja também

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens
FOLHA PET

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador
Tragédia

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador

Newsletter