Coronavírus: isolamento social aumenta no Rio e atinge 80%

Informações foram divulgadas hoje pela prefeitura com base em pesquisa

Movimentação no Rio de Janeiro durante pandemia do novo coronavírus. Movimentação no Rio de Janeiro durante pandemia do novo coronavírus.  - Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasl.

A taxa de isolamento social aumentou durante o domingo (17) no Rio de Janeiro, passando de 72% para 80%. O dado foi divulgado pela prefeitura nesta segunda-feira (18), demonstrando que houve menos circulação de pessoas, comparado ao domingo da outra semana. Já em relação ao domingo retrasado, 3 de maio, houve queda.

O dado é obtido através das 400 câmeras de monitoramento da prefeitura, em parceria com a empresa Cyberlabs, que fazem a contagem das pessoas que aparecem nas imagens e também identifica aglomerações em tempo real.

De acordo com os dados, no último domingo os bairros analisados apresentaram isolamento de 80%, o que significa que foram observadas 80% de pessoas a menos nas ruas em relação a um domingo normal, antes do início da pandemia do novo coronavírus.

Leia também:
Pernambuco tem melhor adesão ao isolamento social em sete semanas
Medidas de isolamento reduzem velocidade de contágio no Rio de Janeiro


Botafogo e Jacarepaguá
Segundo a prefeitura, todos os bairros analisados apresentaram o índice de isolamento acima de 75%, com exceção de Botafogo e Jacarepaguá, que tiveram taxas de 62% e 66%, respectivamente, o que significa mais pessoas nas ruas e taxa de isolamento menor.

No domingo retrasado, 3 de maio, foi registrada taxa maior de isolamento: 85%. Uma das explicações para a queda, segundo a prefeitura, foi o dia chuvoso nesse dia, quando a cidade sofreu queda de temperaturas e chuva por causa da passagem de frente fria.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Serpro anuncia programa de benefícios voltado para startups
TECNOLOGIA

Serpro anuncia programa de benefícios voltado para startups

Suposto sócio oculto de firma é ligado a Ricardo Barros, líder do governo
COVAXIN

Suposto sócio oculto de firma é ligado a Ricardo Barros, líder do governo