Coronavírus

Índia, maior produtora de vacinas, ajudará 'toda a humanidade', diz primeiro-ministro indiano

País é um dos mais afetados pele novo coronavírus

Testes de diferentes vacinas estão sendo realizados em vários paísesTestes de diferentes vacinas estão sendo realizados em vários países - Foto: Natalia Kolesnikova/AFP

A Índia, enquanto a maior produtora de vacinas do mundo, usará seus recursos "para toda a humanidade" na batalha contra o coronavírus, afirmou o primeiro-ministro indiano Narendra Modi neste sábado (26) nas Nações Unidas.

Em seu discurso virtual na Assembleia Geral da ONU, Modi não fez menção direta às mudanças climáticas ou às diferenças fronteiriças com a China, que em junho provocaram um confronto e a morte de cerca de vinte soldados indianos.

"Enquanto maior produtora de vacinas do mundo (....), a produção de vacinas da Índia e a capacidade de distribuí-las serão destinadas para ajudar toda a humanidade em sua luta contra esta crise", disse Modi.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro australiano Scott Morrison insistiu em seu discurso na Assembleia que qualquer país que desenvolver uma vacina para combater a covid-19 deveria compartilhá-la com o resto da humanidade.

Índia, um país de 1,3 bilhão de  habitantes, se tornará junto com a Noruega, Irlanda e México, um membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU no período de dois anos que se inicia em 1o de janeiro de 2021.

Veja também

Anticorpos contra Covid-19 continuam em alta 5 meses após infecção, diz novo estudo
Coronavírus

Novo estudo: anticorpos seguem em alta 5 meses após infecção

Brasil tem 158,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia
boletim

Brasil soma mais de 158 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia