GUERRA NO ORIENTE MÉDIO

ONU baixa as bandeiras a meio mastro em luto por seus funcionários mortos em Gaza

Mais de 100 de seus funcionários morreram na Faixa de Gaza

Supermercado vazio devido ao conflito na Faixa de GazaSupermercado vazio devido ao conflito na Faixa de Gaza - Foto: Mohammed Abed/AFP

Os escritórios da ONU em todo o mundo baixaram suas bandeiras a meio mastro em sinal de luto e respeitaram um minuto de silêncio em homenagem a seus trabalhadores mortos em Gaza durante o conflito entre Israel e Hamas.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que as delegações da organização no mundo inteiro e respeitem um minuto de silêncio às 09h30 local de cada país.

Em Genebra, onde fica a segunda maior sede da ONU depois da de Nova York, a bandeira da organização estava a meio mastro e as dos países-membros foram retiradas em sinal de luto.

A agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA) anunciou na sexta-feira que mais de 100 de seus funcionários morreram na Faixa de Gaza desde o início da guerra em 7 de outubro.

O conflito começou após um sangrento ataque do movimento islamita Hamas contra Israel, que deixou cerca de 1.200 mortos, a maioria civis, segundo as autoridades israelenses.

Segundo o Ministério de Saúde do Hamas, mais de 11.100 pessoas morreram na ofensiva israelense em Gaza, em sua maioria civis.

Veja também

Nicarágua processa Alemanha em Haia por apoio a Israel
Haia

Nicarágua processa Alemanha em Haia por apoio a Israel

Estrelas massivas podem "evaporar" matéria necessária para formar planetas
Planetas

Estrelas massivas podem "evaporar" matéria necessária para formar planetas