Corpo de bebê é encontrado em lixeira da UPA de Caruaru

Criança, que tinha idade gestacional entre 8 e 9 meses, estava completamente formada e sem lesões

Líder do PT no Senado, Humberto Costa, em entrevista à Rádio Folha.Líder do PT no Senado, Humberto Costa, em entrevista à Rádio Folha. - Foto: Alfeu Tavares / FolhaPE

 

Um bebê do sexo feminino, com idade gestacional entre 8 e 9 meses, foi encontrado na lixeira da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Horácio Florêncio, em Caruaru, Agreste do Estado. Segundo o delegado de plantão do município, Eduardo Sunaga, a criança foi achada morta em meio a vestígios de sangue, pelos próprios funcionários da unidade de saúde, que logo identificaram a mãe, próxima ao local, em estado de choque.

“Como a mãe estava em situação recente de abortamento, começamos as investigações a partir dos seus pais, que até então não sabiam da gravidez da filha e acreditam que ela também não soubesse. Para eles foi um grande susto”, comentou o delegado.

De acordo com Sunaga, o corpo da criança deu entrada no Instituto Médico Legal de Caruaru (IML) com sua formação completa, sem lesões. Mas só com o resultado da perícia tanatoscópica, que analisa o causa da morte do cadáver por até 30 dias, será possível identificar se este é um caso de aborto espontâneo ou não.

A reportagem entrou em contato com a Unidade de Pronto Atendimento, Dr. Horácio Florêncio, para saber o estado de saúde da mãe, mas eles afirmaram não poder passar informações. 

 

Veja também

Pernambuco registra 537 novos casos da Covid e 16 mortes
Coronavírus

Pernambuco registra 537 novos casos da Covid e 16 mortes

Em colapso, Rondônia anuncia transferência de doentes com Covid-19 e pede médicos
Coronavírus

Em colapso, Rondônia anuncia transferência de doentes com Covid-19 e pede médicos