Corpo de Brunninha é velado no interior do Rio Grande do Norte

Menina potiguar não resistiu às complicações após passar pela cirurgia de transplante e faleceu nesse domingo

Corpo de Brunninha é velado no RNCorpo de Brunninha é velado no RN - Foto: Reprodução/TV Ponta Negra/SBT

O corpo da menina Brunninha, que mobilizou a sociedade por causa de sua luta por um transplante de coração, é velado nesta segunda-feira (8), no município de Serrinha, no Rio Grande do Norte. Ela morreu na manhã desse domingo (7) e o corpo foi levado de volta para a sua terra natal através de um traslado providenciado pela prefeitura do local. O enterro está marcado para 16h desta segunda.  

Brunninha tinha sido trazida para o Recife por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) na última quarta-feira (3). Na madrugada da quinta-feira (4) passou por um procedimento cirúrgico, recebendo o novo coração, mas não resistiu às complicações. 

Leia também:
Após apelo de médico nas redes, menina potiguar faz transplante de coração no Recife
‘Agradeço a todos que ajudaram minha filha’, diz mãe de Brunninha após transplante
Morre Brunninha, a menina do Rio Grande do Norte que fez transplante no Recife

O caso de Brunna Silveira Lopes, de 7 anos, tocou muitas pessoas. O médico Madson Vidal postou um relato emocionante em sua conta no Instagram, explicando que por causa de uma burocracia ela não havia entrado para a lista de transplante. “Não se deveria fazer contas ou haver ‘burocracias’ para tentar salvar uma vida. Estamos com uma menina linda com seu coraçãozinho, que não funciona mais, conectado através de tubos a uma máquina (ECMO) para que ela não morra”, diz o relato do médico.

“Ela precisa fazer um transplante de coração para continuar lutando para viver, mas a Central Nacional de Transplantes negou que a equipe de transplante do @hospitalriogrande a listasse para ser transplantada aqui em Natal, porque o credenciamento do hospital não foi finalizado, e nem ofereceu outra unidade hospitalar transplantadora em outro estado para encaminhar criança (a burocracia é a mais importante que a vida e mata)”, continuou, na mensagem que recebeu quase 12 mil curtidas.

Ele pediu ajuda a governantes à Central Nacional de Transplantes e, com o apoio da sociedade, conseguiu que ela fosse para a categoria de prioridade máxima. Com isso, ela foi trazida para o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) na quarta. Na madrugada da quinta recebeu o coração em uma operação que contou com mais de 20 profissionais. No mesmo dia, passou por uma nova cirurgia para conter um sangramento.

Por meio de nota, o Imip informou na noite do domingo o falecimento da pequena. “A criança, portadora de uma cardiopatia muito grave, deu entrada no IMIP na quarta-feira (03.04), após a instituição ter sido acionada pelo Sistema Nacional de Transplante. Durante o período, o IMIP prestou toda a assistência necessária para a criança e para a família dela”, diz a nota.

Veja também

Cinco pacientes com Covid-19 de Manaus iniciam tratamento no Hospital das Clínicas da UFPE
Coronavírus

Cinco pacientes com Covid-19 de Manaus iniciam tratamento no Hospital das Clínicas da UFPE

Pernambuco recebe lote com 84 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford
Coronavírus

Pernambuco recebe lote com 84 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford