Música

Corpo do músico Jarbas Maciel, ex-Orquestra Sinfônica, é sepultado no Recife

Violinista tinha 86 anos e contribuiu para fundação do Movimento Armorial. Ele morreu no sábado (31) em decorrência de um AVC.

Jarbas MacielJarbas Maciel - Foto: Arthur Mota

Foi sepultado na tarde deste domingo (1º), no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife, o músico Jarbas Maciel. Ex-integrante da Orquestra Sinfônica do Recife, o violinista e compositor contribuiu para a fundação do Movimento Armorial. Ele tinha 86 anos e morreu no sábado (31) em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC). Há doze anos em tratamento contra um câncer de próstata, estava internado no Hospital Jayme da Fonte, no bairro das Graças, Zona Norte da cidade.

Leia também:
Teatro de Santa Isabel recebe concerto da Orquestra Sinfônica do Recife
Projeto da Orquestra Sinfônica do Recife oferece aulas gratuitas de música erudita
Festival de Frevo premia compositores; veja como se inscrever


Discípulo do maestro Guerra Peixe, Jarbas era recifense e foi, por muitos anos, violinista e primeira viola da Orquestra Sinfônica. Segundo o filho dele, Caio Maciel, a relação com a música começou já na infância. “Aos 7 anos, ele fugiu da casa da minha avó para acompanhar os ensaios da Orquestra no Teatro Santa Isabel. A música era um dom que tinha desde criança”, conta.

Em nota divulgada neste domingo, a secretária de Cultura, Leda Alves, e o presidente da Fundação de Cultura da Cidade do Recife, Diego Rocha, lamentaram a morte do músico, que também trabalhou como “compositor, filósofo, matemático, astrônomo amador e rádio amador, além de tradutor e professor”. Jarbas Maciel deixa cinco filhos.

Veja também

Brumadinho: MPF quer anular acordo que prevê multa de R$ 250 mi a Vale
Brumadinho

Brumadinho: MPF quer anular acordo que prevê multa de R$ 250 mi a Vale

Justiça suspende revogação de normas de proteção a mangues e restingas

Justiça suspende revogação de normas de proteção a mangues e restingas