CORPO DE CRISTO

Corpus Christi: entenda a origem, seu significado e o que são os tradicionais tapetes

Celebração sagrada e de origens que remontam ao século XIII, Corpus Christi é comemorado nesta quinta-feira (30)

Corpus Christi: fiéis católicos reverenciam a presença real de Jesus na EucaristiaCorpus Christi: fiéis católicos reverenciam a presença real de Jesus na Eucaristia - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Data litúrgica que comemora a instituição da Eucaristia, Corpus Christi é uma das maiores festas do calendário da Igreja Católica. Em tradução literal do latim, o nome da celebração significa Corpo de Cristo. E é celebrar a presença real de Jesus na Eucaristia que move os católicos na festa.

Na ocasião, os fiéis rememoram a Quinta-Feira Santa, quando, na Última Ceia, o Messias estabeleceu o sacramento, antes de ser condenado e entregue à morte.

Na missa, o sacerdote consagra o pão e o vinho, que se tornam corpo e sangue. Isso se chama transubstanciação, que é o efeito de tornar uma substância em outra. É assim que a Igreja explica o que chama de mistério da fé. Para os católicos, portanto, a Eucaristia é mais do que um simples símbolo: é a própria presença do Cristo

A festividade cai sempre na quinta-feira 60 dias após a Páscoa — ou seja, após o oitavo domingo seguinte à festa pascal.

No Brasil, uma das principais marcas da festa são os tradicionais tapetes de Corpus Christi. Fiéis das paróquias espalhadas pelo País montam as peças com itens como serragem e sal. O dia de Corpus Christi é também o único do ano em que o Santíssimo sai em procissão às ruas. Os tapetes, portanto, são o caminho a ser percorrido pelo Santíssimo.

O papa Francisco, ao fazer referência à festa nessa quarta-feira (29), recordou que a solenidade de Corpus Christi "convida-nos a adorar o Corpo e o Sangue de Cristo com viva fé. No mistério da Eucaristia, Ele se faz presente por meio do Espírito Santo para permanecer sempre conosco e transformar a nossa vida".

Origem histórica
A origem da festa de Corpus Christi remonta ao século XIII. Na Diocese de Liège, na Bélgica, uma freira agostiniana chamada Juliana de Mont Cornillon teve visões que a levaram a defender a criação de uma festa em honra ao Santíssimo Sacramento. 

O então arcebispo de Liège, Jacques Pantaléon, que mais tarde se tornaria o papa Urbano IV, acolheu a ideia e, em 1264, estendeu a festa a toda a Igreja Católica.

A instituição da solenidade se deu por meio da bula papal Transiturus de hoc mundo ("Ele passará deste mundo", em tradução literal), proclamada em 11 de agosto de 1264 por Urbano IV. Os textos litúrgicos da celebração foram escritos por Santo Tomás de Aquino.

TapeteTapete de Corpus Christi é umas das principais marcas da festa (Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco)

 

 

Corpus Christi


A festa de Corpus Christi assumiu diferentes expressões ao redor do mundo, sendo os tradicionais tapetes coloridos, por onde passam as procissões, uma das mais conhecidas no Brasil. 

 

A confecção desses tapetes surgiu na Europa medieval, onde a festa era celebrada com procissões. No Brasil, essa prática foi introduzida ainda no século XVI pelos colonizadores portugueses e espanhóis, que trouxeram a devoção e os costumes religiosos da época. Os brasileiros acrescentaram itens relacionados à cultura e natureza locais para incorporar a tradição. 

A confecção dos tapetes é um processo coletivo e que envolve toda a comunidade eclesial. Materiais como serragem colorida, borra de café, pétalas de flores, areia, ramos de árvores, sal e outros elementos são usados nas peças, que formam figuras ligadas à fé católica, bem como mensagens de fé. 

Veja também

Com doses próximas do vencimento, Saúde amplia vacinação contra dengue
VACINAÇÃO

Com doses próximas do vencimento, Saúde amplia vacinação contra dengue

Auxílio Reconstrução: 182 prefeituras ainda não cadastraram famílias
RIO GRANDE DO SUL

Auxílio Reconstrução: 182 prefeituras ainda não cadastraram famílias

Newsletter