Covas anuncia rodízio de veículos mais restrito a partir de segunda-feira em São Paulo

A medida precisou ser tomada, segundo o prefeito, dado o aumento de circulação na cidade nas últimas semanas

Prefeito de São Paulo, Bruno CovasPrefeito de São Paulo, Bruno Covas - Foto: Governo São Paulo

O prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (7) que, a partir da próxima segunda-feira (11), haverá um rodízio de veículos muito mais restrito do que o que havia antes da pandemia. Agora, durante o dia todo e em toda a cidade, não apenas mais no centro expandido, metade dos veículos serão proibidos de circular, em todos os dias da semana, inclusive aos sábados e domingos.

Leia também:
Covas anuncia bônus a profissionais essenciais e reforço na fiscalização
Prefeitura de SP volta atrás e desiste de bloqueios de vias contra coronavírus

Nos dias pares, poderão circular carros com placa de final par (0, 2, 4, 6, 8). Nos dias ímpares, poderão circular carros com placa de final ímpar (as demais). A medida precisou ser tomada, segundo o prefeito, dado o aumento de circulação na cidade nas últimas semanas. Na última quarta (6), houve 40 quilômetros de congestionamento no trânsito da cidade.

Segundo o prefeito, a ocupação de leitos de UTI na cidade passa dos 80%. Metade dos hospitais referenciados para tratar a Covid-19 já tem mais de 95% de ocupação de leitos de UTI. Essa medida é necessária para que a gente possa continuar a restringir a circulação de pessoas na cidade de São Paulo, e aproveitar uma melhora na qualidade do ar. Vários estudos demonstram que a melhora na qualidade do ar é uma melhora nos índices das doenças respiratórias. Num momento que a gente combate um vírus que causa uma série de mortes por doenças respiratórias, melhorar a qualidade do ar é reduzir a quantidade de mortes em São Paulo.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Covid-19: Brasil tem 42,2 mil casos e 1,3 mil mortes em 24 horas
BOLETIM NACIONAL

Covid-19: Brasil tem 42,2 mil casos e 1,3 mil mortes em 24 horas

Entidade de combate ao câncer envia carta a Bolsonaro contra veto a projeto de quimioterapia oral
APELO

Entidade de combate ao câncer envia carta a Bolsonaro contra veto a projeto de quimioterapia oral