Pandemia

Nos últimos dois meses, Pernambuco perdeu mais de 100 pessoas por semana para a Covid-19

Entre 1º de novembro e esta quinta-feira (21), foram notificados quase 84 mil novos casos da doença no Estado

Testagem da Covid-19 em PernambucoTestagem da Covid-19 em Pernambuco - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Nesta quinta-feira (21), a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) registrou 1.985 novos casos da Covid-19, dos quais 55 (3%) são pacientes com diagnóstico de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). 

Assim, o Estado passa a somar 246.799 casos oficialmente notificados da doença provocada pelo novo coronavírus - 30.492 pacientes graves. 

Desse total, 83.906 casos foram diagnosticados nos últimos 82 dias, ou seja, entre 1º de novembro e esta quinta-feira, sendo 3.443 pacientes graves.

Nesse período,  a média diária de novos casos notificados ficou acima de mil. E, desses 83.906 novos casos, 22,88% estão concentrados no Recife. 

O quantitativo tem a ver com o aumento gradativo na capacidade de testagem no Estado, nos âmbitos público e privado, mas também reflete o recrudescimento da epidemia no cenário local. 

Pesquisadores e profissionais da saúde vinham alertando, desde o final de outubro, para a tendência de novo aumento na transmissão do coronavírus no território estadual. 

As projeções saíram do papel e invadiram o dia a dia dos hospitais, que têm visto o fluxo de pacientes aumentar constantemente, incluindo aqueles com maior gravidade. Não é à toa que o Estado reativou mais de 200 leitos de UTI para a Covid-19 entre novembro e hoje. 

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, cerca de mil pacientes se encontram internados em leitos de terapia intensiva das redes pública e privada de Pernambuco atualmente. Segundo ele, em média, a cada três pacientes que apresentam gravidade, um sobrevive. 

Aos poucos, portanto, esse aumento no número de novos casos começa a ser refletido em óbitos. Nesta quinta, foram confirmadas mais 35 mortes em razão da Covid-19, subindo para 10.133 o número de vidas perdidas em Pernambuco. 

Entre a segunda quinzena de setembro e os primeiros dez dias de novembro, o Estado atravessou oito semanas seguidas com número de mortes pela Covid-19 abaixo de 100 por semana epidemiológica - em outubro, esse índice chegou a 55. 

Desde então, os registros voltaram a subir. Nas últimas 10 semanas epidemiológicas concluídas (até o dia 16 de janeiro), 1.229 pessoas perderam a batalha contra a Covid-19 no Estado, uma média de 122,9 mortes por semana.

O pico mais recente foi nos primeiros 20 dias de dezembro, que concentram, até o momento, mais de 430 óbitos. Os dados ainda podem mudar, uma vez que há retardamento nas notificações.  

Distribuição de óbitos pela Covid-19 em Pernambuco por semana epidemiológica. Fonte: SES-PE 

As 35 mortes notificadas nesta quinta, por exemplo, ocorreram entre 29 de outubro e 20 de janeiro.  Os pacientes (16 do sexo masculino e 19 do sexo feminino) eram residentes nos municípios de Araripina (1), Arcoverde (1), Brejo da Madre de Deus (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Carpina (1), Caruaru (2), Exu (1), Garanhuns (1), Ibirajuba (1), Igarassu (2), Jaboatão dos Guararapes (4), Ouricuri (1), Petrolina (1), Recife (10), Salgueiro (2), São João (1), São José do Belmonte (1), Trindade (1), Vitória de Santo Antão (2). 

As vítimas tinham idades entre 46 e 93 anos - 40 a 49 (2), 50 a 59 (1), 60 a 69 (6), 70 a 79 (14) e 80 ou mais (12). Do total, 27 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (22), diabetes (17), hipertensão (6), obesidade (3), doença renal (3), doença respiratória (2), doença hepática (2) e câncer/histórico de câncer (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.

Veja também

Pernambuco inaugura 23 novos leitos de UTI para infectados
COVID-19

Pernambuco inaugura 23 novos leitos de UTI para infectados

Governador do Pará provoca aglomeração na abertura da pesca de peixe amazônico
Helder Barbalho

Governador do Pará provoca aglomeração na abertura da pesca de peixe amazônico