SAÚDE

Creatina: teste de associação de produtos nutricionais reprova 25 marcas do suplemento; veja a lista

Entre os produtos analisados pela Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), 10 não poderiam ser considerados creatina

Creatina em pó Creatina em pó  - Foto: Freepik

Um relatório realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri) reprovou 25 creatinas vendidas no Brasil mediante a quantidade do composto presente nos produtos, dentre as 66 analisadas. Foi detectado que os produtos não apresentavam a concentração mencionada no rótulo.

Para detectar impurezas, é analisada a variação máxima da creatina, isto é, a concentração de outros ingredientes que não sejam o composto. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite como até 20%. Contudo, segundo a análise, 10 das marcas obtiveram 100% de variação, em outras palavras, nenhum deles eram feitos de creatina.

— Para surpresa dos profissionais da área de Nutrição existem marcas não tinham nada de creatina e isso é medido pela porcentagem de pureza — analisa a nutricionista Annete Marum, doutora em Genômica Nutricional pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Lista de produtos reprovados pela associação e fora da porcentagem de impurezas aceita pela agência sanitária:

Natures Now Researches creatine energy now atp: 96,8%.

Body Nutry suplementos: 86,7%;

Nitro max creatina: 59%;

R74 Pro healthy creatine – 55,7%;

Body Nutry creatina – 54,5%;

Healthy time creatina powder – 53%;

Body action web creatine dual power – 46,2%;

Pro Healthy creatine micronized – 43,3%;

Absolut Nutrition creatina 100% pure – 37,1%;

Muscle full creatina – 32,7%;

Absolut Nutrition creatina Flavor – 32,3%;

Adaptogen hd cret – 24,3%;

Vitamax Nutrition creatine booster – 23,67%.

Body Action creatine double force – 23%;

Ftw creatina ultra – 20,17%;

E os que apresentaram 100% de variação foram:

Healthy labs creatina gourmet;

Ravenna sports creatina micronized;

Impure nutrition creatina;

Nft Nutrition creatina 100% pura;

Sun food creatine pure;

Dymatrix nutrition creatina monohidrate;

Iron tech sports nutrition creatina monohidratada;

Red bolic creatine monster maca palatinose zma;

Airomax creatine;

Dark dragon crea delite.

"Importante salientar que as empresas SUPLEY (fabricante marcas Probiotica e Max Titanium), INTLAB (das marcas AGE, MonsterFeed, Intlab e Cellucor) e BRG (Integralmédica e Darkness) tiveram seus produtos testados, porém entraram com medidas jurídicas para não divulgação dos resultados", escreveu a Abenutri.

Veja também

CFM pede que Anvisa reveja proibição do uso de fenol para médicos
BRASIL

CFM pede que Anvisa reveja proibição do uso de fenol para médicos

Lei ambiental gaúcha agrava futuros desastres, dizem especialistas
RIO GRANDE DO SUL

Lei ambiental gaúcha agrava futuros desastres, dizem especialistas

Newsletter