Creche: obra atrasada há quatro anos

População do Sítio dos Pintos pede providências à gestão municipal. Prefeitura prometeu tomar medidas para concluir unidade

Construção, avaliada em R$ 1,3  milhão, está parada e o mato ganha cada vez mais dimensãoConstrução, avaliada em R$ 1,3 milhão, está parada e o mato ganha cada vez mais dimensão - Foto: Felipe Ribeiro

 

A obra da unidade de educação infantil do Sítio dos Pintos, na Zona Norte do Recife, começou a ser levantada em meados de 2012 e tinha como previsão de entrega janeiro de 2013. No entanto, a construção está parada desde então e, no local, que está parcialmente erguido, o mato ganha cada vez mais dimensão. A creche-escola, orçada em R$ 1,3 milhão, é uma das maiores reclamações dos moradores do bairro, que aguardam por providênciasda Prefeitura.
Desde que deu à luz, Maria Elisângela dos Santos, 23 anos, foi impedida de trabalhar. Ela não tinha com quem deixar os filhos e por isso precisa ficar em casa tomando conta das duas crianças. Como precisa de uma renda, a jovem cuida da filha de uma amiga. “Tomo conta de duas meninas porque a mãe trabalha e se for para pagar uma escola ou creche custa caro. Então, ela prefere pagar uma pessoa porque sai mais barato”, explicou.
Assim como Maria Elisângela, Flávia Barbosa também não tem com quem deixar o filho. A solução dada para essas mães foi deixar as crianças em uma creche de Apipucos, mas a distância é mais um empecilho. “Foi muito difícil botar em creche longe porque não tinha passagem, não tinha ninguém para ir buscar”, ressaltou Flávia.

 O terreno no bairro do Sítio dos Pintos foi cedido pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, área onde operava a antiga Casa do Estudante da instituição. A unidade de educação infantil deveria atender as comunidades de Sítio dos Pintos, Sítio São Brás, Córrego da Fortuna e Dois Irmãos, além dos filhos de estudantes da Federal Rural. No local havia uma placa informando os custos totais da obra, mas foi retirada em meados de 2015.

Se estivesse pronta, a obra atenderia crianças de 3 meses a 4 anos. Em maio do ano passado, um inquérito civil público foi instaurado para definir os rumos da construção. A Secretaria de Educação do Recife informou que está tomando as medidas para concluir a creche. “A gestão está trabalhando para viabilizar os recursos necessários para concluir a construção da nova unidade de ensino”, destacou em nota. Até agora, ainda não existe previsão de quando a obra será retomada e nem de quando será entregue. 
Audiência
Em março, uma audiência pública debateu as vagas nas escolas de crianças de 0 a 5 anos. No encontro, foram discutidos as situações das vagas e condições das creches da rede municipal. Segundo o site da câmara municipal, os dados apresentados são divergentes.

Os conselhos tutelares mostram que 1.259 crianças de 0 a 5 anos aguardam vagas nos estabelecimentos municipais, mas a Secretaria de Educação do Recife assegura que 875 ainda não foram preenchidas neste ano.

 

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas