Trânsito

Cresce número de acidentes com carros e motos no Recife na reabertura gradual da economia

Para o coordenador-geral do Samu Metropolitano do Recife, Leonardo Gomes, a Cidade vem voltando aos índices considerados normais

Ambulância do Samu do RecifeAmbulância do Samu do Recife - Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Com a reabertura gradual da economia no mês de junho, o Recife observa um aumento no número de acidentes de trânsito envolvendo carros e motos. Os dados são do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da Capital. Nos 22 primeiros dias de junho, foram contabilizados 188 acidentes com motos - o mesmo total de todo o mês de abril, quando as medidas de restrição por causa da pandemia de Covid-19 estavam em suas primeiras semanas. Em março, foram 248 registros.

Os acidentes com carros no Recife também apresentam aumento. Em junho, até o dia 22, foram 18 atendimentos feitos pelo Samu. Em maio, foram 23 e em abril, 13. Em março, o serviço contabilizou 35 ocorrências do tipo. 

Para o coordenador-geral do Samu Metropolitano do Recife, Leonardo Gomes, a Cidade vem voltando aos índices considerados normais. “Com a pandemia, houve uma diminuição da circulação de pessoas, carros e motos e tivemos uma queda substancial dos acidentes. Os acidentes de trânsito correspondem a cerca de 30% a 35% do atendimento do Samu. Chegamos ao menor nível durante a pandemia, com 8%. Estamos voltando ao 'velho normal' do Samu, enquanto vivemos o 'novo normal' por conta da Covid”, explica.
 

Ainda segundo o coordenador-geral, o aumento era esperado por causa da reabertura e não o sistema segue em operação normal. “É uma subida que vemos constante conforme vai acontecendo a reabertura da economia. Os acidentes estão retornado, mas dentro do esperado. Não houve nenhuma crise, porque é o que estamos habituados para fazer”, acrescenta Leonardo.

Veja os dados de acidentes de trânsito no Recife, segundo o Samu. Os números de junho são de até dia 22.

Acidentes de trânsito no Recife em 2020

Covid-19
Apesar do aumento no número de acidentes de trânsito, o atendimento a chamados de Covid-19 não foi prejudicado, segundo Leonardo Gomes. “Os chamados para Covid reduziram 70% e nosso plano de pandemia está rodando de forma plena. Estamos com todo o efetivo, não houve redução do quadro”, pontua o coordenador-geral.

A Prefeitura do Recife usa os dados de atendimentos do Samu para traçar as estratégias de abertura, uma vez que esses números dão um panorama da situação de saúde na Cidade. Segundo Leonardo, caso os números de chamados subam muito, podem ser usados para a implantação de uma nova quarentena ou suspensão de serviços já reabertos.

Os atendimentos a pacientes com Covid-19 não deve ser prejudicado com o aumento do número de chamados para acidentes, garante o coordenador-geral. “O paciente mais grave vai ser atendido primeiro. Se o paciente de Covid estiver mais grave que o do acidente de moto, o de Covid vai ser atendido primeiro. Ou o contrário. Na triagem médica decidimos quem está mais grave”, conclui Leonardo Gomes.

Veja também

Vamos tocar a vida, diz Bolsonaro sobre iminência de 100 mil mortes por Covid-19
Brasil

Vamos tocar a vida, diz Bolsonaro sobre iminência de 100 mil mortes por Covid-19

Polícia detalha operação que cumpriu 11 mandados de prisão em PE e SP
Caixa Preta

Polícia detalha operação que cumpriu 11 mandados de prisão em PE e SP