Criança de 4 anos morre após atirar na própria cabeça, em Sertânia

Menino pegou a arma do pai, que trabalha como policial civil em Sergipe. Caso aconteceu na última quinta-feira

a conversa com o presidente da sigla, Carlos Siqueira, o deputado Lucas Ramos reforçou a importância do consenso nas Eleições de 2020. a conversa com o presidente da sigla, Carlos Siqueira, o deputado Lucas Ramos reforçou a importância do consenso nas Eleições de 2020.  - Foto: Divulgação

Uma criança de 4 anos morreu após pegar a arma do pai e atirar na própria cabeça. O caso aconteceu na última quinta-feira (5), em Sertânia, no Sertão. Segundo a polícia, o menino subiu em um banquinho e pegou a arma, que estava em cima de um armário. O pai da criança é policial civil e trabalha em Sergipe.

O menino ainda chegou a ser socorrido, mas morreu antes de dar entrada no Hospital Doutor Lídio Paraíba, em Pesqueira, no Agreste. O corpo da criança foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Caruaru, também no Agreste. O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Sertânia

Veja também

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco
Coronavírus

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco
Coronavírus

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco