Saúde

Criança é hospitalizada nos EUA com caso de pneumonia que causou surto na China e Europa

Mãe esperou alguns dias para levá-lo ao hospital, o que poderia ter causado danos cerebrais

Filho de Mollee Campbell foi diagnosticado com micoplasma, em Ohio, nos EUA Filho de Mollee Campbell foi diagnosticado com micoplasma, em Ohio, nos EUA  - Foto: Reprodução/Facebook

Uma mãe norte-americana revelou como o seu filho saudável ficou a "horas de ter danos cerebrais", após adquirir a mesma pneumonia que atingiu milhares de crianças na China e na Europa. Na última semana, William McCarren, de 14 anos, chegou da escola 'chorando e segurando o peito', com alegações de que não conseguia respirar e foi levado ao hospital, em Ohio.

A mãe, Mollee Kristine Campbell, contou ao Daily Mail que o filho estava extremamente pálido e mal conseguia ficar acordado. Quando chegaram ao pronto-socorro, os médicos disseram que os pulmões do filho estavam cheios de fluido, que impediam que o oxigênio chegasse aos seus órgãos.

— Se o oxigênio tivesse diminuído mais, poderia ter causado danos cerebrais de alguma forma. Meu filho estava extremamente assustado. Tivemos muita sorte — desabafou a mãe, emocionada.

Mollee explicou que o nível de oxigênio no sangue do filho havia caído para cerca de 75% — 5 pontos percentuais a mais do que é considerado ameaçador para a vida.

— Ele estava extremamente assustado e continuava me dizendo o quanto estava agradecido por eu estar ao lado dele e que estava apenas feliz que não era pior — relatou.

William chegou da escola tossindo muco na segunda-feira e a mãe esperou dois dias para levá-lo ao hospital. Ele foi internado na quarta e recebeu alta na sexta-feira, mas os médicos disseram à mãe para ficar de olho nele e trazê-lo de volta se ele começar a ter dificuldade para respirar novamente

— Foi um pesadelo e eu queria tê-lo levado um pouco mais cedo. Se seu filho não se sente bem, entre em contato com alguém — alertou.

William foi diagnosticado com a infecção bacteriana que está no centro dos surtos de pneumonia ao redor do mundo: o micoplasma. A doença é causada pela bactéria Mycoplasma pneumoniae e pode provoca febre, inflamação pulmonar e nódulos pulmonares.

Surto internacional de micoplasma
O surto começou na China, principalmente em Pequim e em cidades como Liaoning, no nordeste do país. As autoridades atribuíram o aumento de doenças respiratórias ao abandono das restrições anticovid, à chegada do frio e à circulação de patógenos conhecidos (vírus da gripe, bactéria Mycoplasma pneumoniae, RSV que causa bronquiolite ou SARS-CoV-2). Os casos foram maiores entre crianças, mas também atingiram adultos, especialmente professores.

Os casos de infecções da bactéria chegaram na Dinamarca, onde atingiram níveis “epidêmicos”. Apenas na semana passada, foram notificados 541 casos de pneumonia por Mycoplasma, o triplo de meados de outubro. O aumento no número de casos começou no verão, mas se ampliou significativamente nas últimas 5 semanas. A notificação da autoridade de saúde dinamarquesa ocorre poucos dias depois de a Holanda também ter relatado um aumento alarmante no número de crianças com pneumonia.

Nos Estados Unidos, William McCarren não é o único que teve doenças respiratórias recentemente. Na quinta-feira, o Distrito de Saúde do Condado de Warren informou que 145 casos de pneumonia em crianças com idades entre 3 e 14 anos foram relatados.

"Não houve relatos de mortes. Embora o número de casos seja mais alto este ano, a gravidade é semelhante aos anos anteriores. A maioria dos casos se recupera em casa e é tratada com antibióticos", consta o relatório.

De acordo com o governo, "o aumento nos casos de pneumonia relatados não é suspeito de ser um novo/vírus respiratório inovador, mas sim um grande aumento no número de casos típicos de pneumonia pediátrica. Não há evidências de que este surto esteja conectado a outros surtos, seja em nível estadual, nacional ou internacional".

A mãe de William McCarren, Mollee, afirmou que, no hospital, quase todo o andar era só de crianças com pneumonia.

— Eles [os pediatras] disseram que estavam sobrecarregados com isso [pneumonia] nos últimos dois ou três dias e que era tudo o que estavam vendo, tentando garantir que tinham toda a medicação necessária para todas as crianças — detalhou.

Os médicos enfatizaram que os surtos não são resultado da transferência de infecções de país para país. O ciclo de micoplasma acontece em um momento em que a imunidade das crianças está fraca, já que foram privadas de se imunizarem, durante as restrições da Covid.

Senadores dos EUA querem banir viagens à China
Apesar do surto em Pequim estar relacionado ao micoplasma, senadores republicanos estão pedindo à administração Biden que proíba imediatamente as viagens da China, já que o surto sobrecarrega hospitais.

O senador da Flórida, Marco Rubio, disse que o presidente Joe Biden 'deve tomar as medidas necessárias para proteger a saúde dos americanos'.

— Isso significa que devemos restringir imediatamente as viagens entre os Estados Unidos e a China até que saibamos mais sobre os perigos apresentados por essa nova doença — acrescentou.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e a Organização Mundial da Saúde afirmam ter visto dados da China que mostraram que o culpado não é um novo vírus.

Veja também

PRF lança operação nacional para reforçar segurança nas rodovias
SEGURANÇA

PRF lança operação nacional para reforçar segurança nas rodovias

Biden diz que os EUA iniciarão lançamentos aéreos de ajuda humanitária sobre Gaza
Gaza

Biden diz que os EUA iniciarão lançamentos aéreos de ajuda humanitária sobre Gaza