Resgate

Crianças resgatadas na selva colombiana têm "recuperação satisfatória"

Desde a madrugada de sábado, os irmãos se recuperam no Hospital Militar Central de Bogotá. Eles chegaram em "condições clínicas aceitáveis".

Equipes de resgate posam com crianças resgatadas na selva colombiana Equipes de resgate posam com crianças resgatadas na selva colombiana  - Foto: Forças armadas da Colômbia / Twitter

As quatro crianças indígenas resgatadas após 40 dias de sobrevivência na Amazônia colombiana passam por um “processo de recuperação satisfatório”, informou nesta segunda-feira (12) o governo.

Lesly (13 anos), Soleiny (9), Tien Noriel (5) e Cristin (1) foram encontrados por equipes militares e indígenas na sexta-feira. Estavam desnutridos e desidratados em meio à selva do sul do país, onde o avião no qual viajavam caiu em 1º de maio.

Desde a madrugada de sábado, os irmãos se recuperam no Hospital Militar Central de Bogotá. Eles chegaram em "condições clínicas aceitáveis”.

Depois de dois dias de cuidados, “estão muito bem dispostos, estão pintando, desenhando. Adoram conversar”, contou Adriana Velásquez, subdiretora do Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar (ICBF), em um vídeo enviado à imprensa.

O exército divulgou um desenho atribuído às crianças em que aparece Wilson, o cão farejador que se perdeu na mata durante as buscas. Para o governo, o animal pode ter cruzado com os menores em algum momento.

Únicos sobreviventes do acidente aéreo que tirou a vida de sua mãe e outros dois adultos, eles se alimentaram com um pacote de farinha de mandioca encontrado nos restos da aeronave e frutos silvestres.

As duas irmãs mais velhas tiveram febre nesta segunda, enquanto o pequeno Tien Noriel é monitorado por “uma possível contaminação na alimentação que recebeu”, detalhou a diretora do ICBF, Astrid Cáceres, em entrevista à W Radio.

Tien Noriel, único menino do grupo, estava tão debilitado que não conseguia andar quando foi encontrado, de acordo com os resgatadores indígenas que fizeram o primeiro contato.

“A bebê segue em cuidados intermediários, não por nenhuma condição grave, mas por ter um monitoramento mais próximo devido à sua idade”, acrescentou Cáceres.

“Eles recuperaram o sono e isso os reparou muitíssimo”, comentou a diretora. “A evolução está dentro do esperado (...). O prognóstico segue sendo de duas a três semanas” de hospitalização, afirmou.

Este órgão estatal manterá os irmãos sob sua tutela até que uma disputa entre seus familiares seja resolvida.

Parentes de Magdalena Mucutuy, a falecida mãe, denunciaram que o pai dos dois mais novos, Manuel Ranoque, maltratava as crianças, o que ele nega. A avó materna, Fátima Valencia, disse à AFP que buscará a guarda dos quatro menores.

Veja também

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens
FOLHA PET

Cachorro mais alto do mundo é reconhecido pelo "Guinness"; veja altura e imagens

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador
Tragédia

Deslizamento de terra deixa seis mortos em zona turística do Equador

Newsletter