Cuidado para não tropeçar, Timbu

A cinco jogos do fim da Série B, Timbu terá hoje contra o CRB, em Maceió, a chance de eliminar rival e seguir no G4

Júlio Lóssio Júlio Lóssio  - Foto: Divulgação

Restam cinco jogos para o final da Série B do Campeonato Brasileiro e qualquer tropeço pode ser fatal. Em contrapartida, a oportunidade de matar de vez as chances de um adversário não deve ser desperdiçada. É neste contexto em que se encontra o Náutico para a partida de hoje diante do CRB, às 16h30, no Rei Pelé, em Maceió, pela 34ª rodada da competição. Um triunfo significa seguir no G4, se aproximar do acesso à Série A e praticamente eliminar um rival. Enquanto o Timbu tem 54 pontos, o Galo está com 49 no 8º lugar e apostas suas últimas fichas neste duelo.

O clima entre os alvirrubros é de vencer a qualquer custo, mesmo se tratando de uma partida fora de casa. A vitória sobre o líder Atlético/GO colocou o Timbu de volta ao grupo dos quatro melhores, mas qualquer deslize pode tirar novamente. E é o que os atletas não querem neste momento. 

“Pelo o que aconteceu durante o campeonato, jogamos sempre com a faca no pescoço. Não tem como aliviar e nem queremos isso. Para chegar ao acesso tem que ir jogo a jogo e não precisamos olhar os concorrentes. Precisamos fazer o nosso. Para o CRB, é a última tacada deles. Se perder, eles ficam distantes. Temos que fazer uma partida consistente e buscar um bom resultado, que é a vitória”, garantiu o meia Marco Antônio.

O Náutico não estará só na capital alagoana. Uma verdadeira invasão alvirrubra está programada para esta tarde em Maceió. São esperados cerca de três mil torcedores pernambucanos no Rei Pelé. Foram vendidos 2.100 ingressos apenas nos Aflitos, antecipadamente, e a expectativa é de que esgotem as entradas de visitantes até o início do jogo.

“Quem está no caminho mais certo é a torcida. Na hora precisamos, quando pedi, eles compareceram. Os nossos torcedores estão de parabéns. Eles sabem que também precisamos vencer fora para subir, só com os resultados em casa não dá. Então, a torcida indo será importante. Contamos com eles de novo”, concluiu o técnico Givanildo Oliveira.

O time titular do Náutico para a partida terá três mudanças. Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o lateral-esquerdo Gastón, o volante Rodrigo Souza e o atacante Bergson desfalcam a equipe. Os substitutos escolhidos pelo treinador foram Mateus Muller, Negretti e Tiago Adan. Este último começará jogando pela primeira vez sob o comando de Givanildo Oliveira.

CRB

As chances de acesso são mínimas, mas a confiança anda em alta no Galo da Pajuçara. Tanto é que o técnico Mazola Júnior chegou a afirmar durante a semana que, se o CRB vencer o Náutico, vai subir de divisão. Mesmo estando ainda a cinco pontos do G4. E com todo o clima de decisão criado, o treinador não confirmou a escalação. O único desfalque é o goleiro Juliano, mas a vaga no gol ficará com o experiente Júlio César. O comando de ataque será de responsabilidade apenas de Zé Carlos, enquanto Neto Baiano ficará como opção na reserva.

Ficha do jogo

CRB

Júlio César; Marcos Martins, Adalberto, Gabriel e Diego; Glaydson, Matheus Galdezani, Magrão, Pery e Roger Gaúcho; Zé Carlos. Técnico: Mazola Júnior.

Náutico

Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Mateus Muller; João Ananias, Negretti, Marco Antônio e Vinícius; Rony e Tiago Adan. Técnico: Givanildo Oliveira.

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió/AL).

Horário: 16h30 (do Recife). Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Jackson Timoteo Lopes e Marcelo Grando (Ambos do MT). Transmissão TV: Globo Nordeste e Premiere FC.  

 

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria