Cuidados com as doenças de verão

As altas temperaturas causadas pelo aquecimento global possibilitam o aumento de enfermidades

CalorCalor - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Nosso verão começa, de forma oficial, neste sábado, 21 de dezembro, e, com ele, vem também as doenças do calor. Algumas delas podem até levar à morte. Nos Estados Unidos, por exemplo, anualmente morrem mais de 600 pessoas em decorrência da alta temperatura.

De acordo com um relatório das Nações Unidas (ONU), em 2017, aproximadamente 157 milhões de pessoas em todo o mundo estiveram em situação de vulnerabilidade por causa do calor. Devido ao aquecimento global, as alterações no clima não são recorrentes apenas nesta estação do ano e os cuidados com a saúde devem ser contínuos.

Leia também:
Saia da rota e descubra novos paraísos para este verão
Bebidas para refrescar nesse calor
Receita: sopa gelada de jerimum para os dias de calor 

Usar protetor solar e evitar exposição demasiada a sol ajuda a prevenir doenças como o câncer de pele, o mais frequente no Brasil e no mundo. “O sol é o principal fator de risco para o câncer de pele”, explicou a dermatologista Paula Correia. A especialista explicou cuidados e citou outras doenças de pele, comuns ao tempo quente.
“O uso de protetor solar FPS 30 ou maior é obrigatório diariamente, mesmo chovendo, já que até 80% da radiação ultravioleta pode atravessar as nuvens. No verão, o calor aumenta e o suor tenta regular a temperatura do corpo e essa combinação de calor e umidade favorece o surgimento de algumas doenças como fungos, pano branco, impingens e verrugas, sendo o câncer de pele o que mais preocupa”, ressalta a médica.

Contudo, os males causados no período de calor não se restringem somente as doenças de pele. Insolação e desidratação, que geram dores de cabeça, vômitos e diarreias, também são bem comuns. Desse modo, além de usar protetor solar, roupas leves e claras, o que ofereça algum tipo de proteção, manter uma alimentação balanceada é igualmente importante.

O gerente comercial Márcio Quirino, 41 anos, conta como faz para curtir bem o verão com sua família. “A gente costuma passar bastante protetor solar, bebemos bastante água, sempre que possível usamos roupas com proteção UV e independente do verão, mantemos uma alimentação equilibrada”, comenta o gerente.

Evitar a exposição exagerada ao sol, se hidratar, higienizar corretamente os alimentos são as principais recomendações. Outro perigo das altas temperaturas é o aumento dos casos dengue, zika, chikungunha, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, que se prolifera em ritmo maior neste tempo quente. Os cuidados contra essas doenças devem acontecer em qualquer época do ano, mas no verão devem ser redobrados, evitando os possíveis criadouros do inseto.

Veja também

Fiocruz esclarece negociação de doses prontas da vacina de Oxford
Coronavírus

Fiocruz esclarece negociação de doses prontas da vacina de Oxford

Presidente da União Química diz que estudos da Sputnik V devem começar logo após aval da Anvisa
Vacina

Presidente da União Química diz que estudos da Sputnik V devem começar logo após aval da Anvisa