Cultura de paz é tema de intervenções realizadas no Recife

Intervenções artísticas, chamadas de Flash Mobs, foram realizadas em uma das faixas de pedestres da Avenida Governador Agamenon Magalhães

Mediação de ConflitosMediação de Conflitos - Foto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

Para celebrar o Dia Internacional da Paz, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1981 e comemorado no dia 21 de setembro, um grupo de estudantes de escolas públicas, participantes do projeto contadores de história, e do grupo de idosos Recife Ativo ocupou a Praça do Derby, na região central do Recife na manhã desta sexta-feira (20).

A ação de sensibilização contou com a presença de profissionais do campo da mediação de conflitos. Foram distribuídos materiais didáticos e flores para os pedestres e sacos de lixo para motoristas que paravam no semáforo.

Intervenções artísticas, chamadas de Flash Mobs (performances de caráter repentino), foram realizadas em uma das faixas de pedestres da Avenida Governador Agamenon Magalhães. Entre carros, ônibus e motocicletas os voluntários exibiam cartazes e distribuíam os materiais informativos.

A psicóloga Ana Cristina, que acompanhou a mobilização, ressaltou que a ação desta sexta-feira (20) é parte de um trabalho contínuo. “Há equipes de prevenção e mediação de conflitos que agem em diversas comunidades do Recife e buscam estabelecer diálogos com a população para evitar que aconteça qualquer tipo de violência”, afirmou a psicóloga.

“Os núcleos de mediação incentivam um empoderamento da comunidade e prezam para que conflitos como brigas entre vizinhos ou casos de não pagamentos de pensão alimentícia sejam resolvidos de forma dialógica e pacífica”, complementou. No Recife, existem 11 núcleos de mediação de conflitos comunitários.

Leia também:
Agressores de mulheres deverão ressarcir custos com atendimento médico
Mulher trans recebe prêmio da ONU por luta pelos direitos LGBTI em El Salvador
Operação Lei Seca alerta sobre cuidados no trânsito

A mobilização pela paz chamou a atenção de quem passou pela praça do Derby e foi abordado pelo grupo. O técnico em manutenção Marcos da Silva recebeu uma rosa e disse estar sensibilizado com a ação. “Estamos vivendo em tempos muito violentos. Ações como essa de hoje são sempre bem-vindas”, disse Marcos.

A aposentada Maria do Carmo, 67, faz parte do Recife Ativo, grupo que reúne pessoas da terceira idade e incentiva a prática de atividades. Para ela, o diálogo com a população nas ruas é a chave para a diminuição nos índices de violência. “infelizmente alguns motoristas nem recebem nosso material”, reclamou. Amado Pereira, motorista de aplicativos, aceitou o material dado por Maria do Carmo e agradeceu: “A situação está difícil, principalmente para quem trabalha com transportes. Por isso, ações de conscientização são indispensáveis”.

Além do flash mob, a semana contará com atividades como palestras sobre o combate à violência contra mulher, que será realizada na próxima segunda-feira (23), no Núcleo de Mediação de Conflitos de Nova Descoberta, zona norte do Recife; com uma “feira de cidadania e serviços comunitários”, que acontecerá na manhã da próxima terça-feira (24), no Núcleo de Mediação de Conflitos de Ibura de Baixo, zona sul do Recife; e com uma palestra sobre empreendedorismo para mulheres, que acontecerá no Núcleo de Mediação de Conflitos de Ibura de Cima também na terça-feira (24).

Veja também

Requalificação da PE-550, em Dormentes, é autorizada pelo governador Paulo Câmara
Sertão

Requalificação da PE-550, em Dormentes, é autorizada pelo governador Paulo Câmara

Lua é mais rica em água do que se imaginava, indica Nasa
ciência

Lua é mais rica em água do que se imaginava, indica Nasa