Cumpridor de pena comunitária se engaja em campanha de entrega de kits em escola de Goiana

J.A.F, 29 anos, cumpre pena de prestação de serviços à comunidade, determinada pela justiça, na escola municipal Irmã Marie Armelle

J.A.F (de camisa azul) monta os kits de produtos doados pela prefeitura e realiza a distribuição para os 938 alunos da instituiçãoJ.A.F (de camisa azul) monta os kits de produtos doados pela prefeitura e realiza a distribuição para os 938 alunos da instituição - Foto: Divulgação

Cumpridor de pena de serviços à comunidade, se une a gestores e professores de uma escola municipal de Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco, para ajudar na montagem de kits doados aos estudantes que estão sem aula por causa no novo coronavírus.

J.A.F, 29 anos, cumpre pena de prestação de serviços à comunidade, determinada pela justiça, na escola municipal Irmã Marie Armelle. Ele é acompanhado pela Central de Apoio às Medidas e Penas Alternativas (Ceapa), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) do Estado, que está com as atividades suspensas devido à pandemia do novo coronavírus. 

Leia também:
Projeto 'Olinda Solidária' arrecada alimentos para famílias carentes do município
Grupo faz campanha para arrecadar recursos para avental hospitalar no Recife
Prefeitura de Goiana já distribuiu 21 mil Kits Merenda

 
Porém, mesmo no período de quarentena, o cumpridor resolveu continuar suas atividades na escola, montando kits de produtos doados pela prefeitura e realizando a distribuição dos alimentos para os 938 alunos da instituição de ensino da cidade. 

"Eu tenho que cumprir a pena de três anos nessa escola. Então, não custa nada ajudar o próximo, principalmente agora. Me sinto muito satisfeito em auxiliar na entrega desses kits. Vejo que todos nós precisamos uns dos outros", ressalta  J.A.F

A escola municipal Irmã Marie Armelle também possui outros quatro cumpridores de pena de prestação de serviços à comunidade. Estes, realizam limpeza, poda de árvores, conserto de birôs, montagem de estantes, entre outras atividades. Cada um no seu horário, de acordo com a medida da Justiça.

"Mesmo diante de dias muito duros, ter cumpridores de penas e medidas alternativas trabalhando, voluntariamente, demonstra como as penas restritivas de direitos são importantes formas de inserção  desses cumpridores nas comunidades", contou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas