Curso de Formação do Bope tem "regras muito rígidas”, diz governador

De acordo com Paulo Câmara, vários recursos estão sendo desprendidos para melhorar a segurança no Estado

Governador Paulo Câmara em visita ao local do primeiro Curso de Formação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE)Governador Paulo Câmara em visita ao local do primeiro Curso de Formação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) - Foto: Ed Machado/ FolhaPE

Os participantes do curso de Formação de Operações Policiais Especiais (Bope), aberto em junho deste ano com a sua primeira turma, receberam na manhã desta quinta-feira (13) o Governador Paulo Câmara, na avenida central, na Mangueira. O curso é de quatro meses e segundo o Governador, “há regras muito rígidas” e esse batalhão irá atuar nas forças especiais, abrangendo mais de 300 policias.

“Infelizmente nos últimos três anos a gente tem tido dificuldades diante do aumento da violência em todo o país, e isso está exigindo de nós investimentos cada vez maiores”, explicou o governador.

De acordo com Paulo Câmara, vários recursos estão sendo desprendidos para melhorar a segurança no Estado, como dois novos helicópteros, que tem prazo de chegada para em torno de seis meses, 700 motos para patrulha, um aumento no número de policiais, entre outras medidas. Ao todo, seria cerca de R$ 290 milhões investidos em segurança.

Segundo o Tenente coronel Antônio Menezes , o local do curso precisa ser ampliado para que o trabalho seja satisfatório. “É natural, se você tem uma empresa pequena, tem que ampliar os alojamentos, as salas, é uma consequência natural”, explicou.

Veja também

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco
Coronavírus

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco
Coronavírus

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco