Pernambuco

Defensoria Pública de Pernambuco realizou mais de 60 mil atos em atendimento remoto

Foram expedidas recomendações sobre uso de transporte público durante a pandemia, atendimento da população em situação de rua e notificação de casos da Covid-19, por exemplo

Defensoria Pública de PernambucoDefensoria Pública de Pernambuco - Foto: Divulgação

Atuando com o trabalho remoto, a Defensoria Pública Estadual praticou 64.033 atos entre os dias 18 de abril e 31 de maio. Algumas Ações Civis Públicas (ACPs) tiveram destaque por envolver temas relacionados ao contorno da pandemia do novo coronavírus. 

Os Núcleos Especializados de Causas Coletivas promoveram ações para evitar aglomerações nas filas das agências da Caixa Econômica Federal, beneficiando 2,2 milhões de pessoas de forma direta e indireta. O núcleo também atuou com ACPs em favor da população em situação de rua, com 4.150 beneficiados. 
 

Além disso, foram expedidas recomendações para redução de contágio no transporte público da RMR e fornecimento de informações da cor, raça e etnia dos infectados pela Covid-19 no Estado.

A Defensoria Pública adotou o atendimento remoto no dia 17 de março como forma de preservar a saúde de todos  que utilizam os serviços da Instituição. Os números mostram, segundo o Defensor Público-Geral José Fabrício, que, apesar da pandemia, a  Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE) seguiu cumprindo o compromisso de garantir assistência jurídica à população.

“Reduzimos a possibilidade de transmissão da doença com o fechamento das unidades de atendimento, mas não deixamos de atender quem procurou os serviços da Defensoria Pública”, destacou o Defensor Geral.
 

Veja também

Justiça manda ex-sócios da Boate Kiss ressarcirem INSS em R$ 93 mil
notícias

Justiça manda ex-sócios da Boate Kiss ressarcirem INSS em R$ 93 mil

Brasil registra 23.227 novos casos e 661 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h
Coronavírus

Brasil registra 23.227 novos casos e 661 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h